sábado, 25 de agosto de 2018

Polêmica: Lula participará de debate em emissora católica?


A presença do nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na lista de confirmados no próximo debate presidencial promovido pela Rede Aparecida de televisão no próximo 20/09 gerou polêmica entre os católicos nas redes sociais posto que não foram oferecidas explicações ao público de como o ex-presidente participará do evento já que o mesmo se encontra preso e ainda impedido de participar do pleito eleitoral pela lei da ficha limpa.

Em nota publicada no seu site oficial no dia 21 (e atualizada na manhã do 22), a TV Aparecida afirmava que Lula estava entre os candidatos que confirmaram presença para o seu próximo debate entre candidatos à Presidência da República.

“Em reunião realizada nesta quinta-feira, 16, os representantes de nove partidos políticos confirmaram a presença de seus candidatos no Debate de Aparecida no dia 20 de setembro no Santuário Nacional. Os candidatos confirmados são Guilherme Boulos (PSOL), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Henrique Meirelles (MDB), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL)”, diz a nota veiculada pelo portal oficial da emissora católica.

O texto explicava aos leitores que “de acordo com a legislação, é obrigatório o convite aos candidatos dos partidos que tiverem representação no Congresso Nacional” e que o “ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está preso por condenação em segunda instância na Lava Jato, mas o PT confirmou sua presença no Debate”.

“Lula aguarda ainda a análise e julgamento do registro de sua candidatura no TSE”, destacava também o texto publicado pela emissora católica que pela segunda vez promove a iniciativa.

ACI Digital entrou em contato com a Sala de Imprensa do Santuário Nacional de Aparecida para esclarecer os fatos e obteve como resposta que não foi Lula quem confirmou ao Santuário sua presença no evento, mas seu partido, o PT (Partido dos Trabalhadores), quem confirmou à TV Aparecida que seu candidato participaria, sem oferecer à rede de televisão maiores explicações ou detalhes.

Vale recordar que o PT não ofereceu nem ao Santuário nem ao público brasileiro informação alguma sobre como a participação de Lula ocorreria. Nossa redação tentou, sem sucesso, levar a pergunta à Secretaria Nacional de Comunicação do Partido dos Trabalhadores na tarde desta sexta-feira (24) pelo telefone e seguirá tentando nos próximos dias.

Desde que a lista foi publicada, não faltaram reações negativas de católicos nas redes sociais pedindo, na sua maioria, que se explique como o nome do ex-presidente pode figurar entre os confirmados para o evento sem explicar como isto será possível nas atuais circunstâncias.

O conhecido ensaísta, tradutor e intelectual católico Bernardo Pires Küster, foi um dos católicos indignados com a presença do nome de Lula na lista sem maiores explicações. Bernardo, cujos artigos e vídeos ultrapassam as 20 milhões de visualizações em diversas plataformas, afirma em uma recente postagem na rede social Youtube: “Não sei o que aconteceu com o Santuário para colocar o nome de Lula lá... porque o Lula judicialmente não pode, pela lei eleitoral ele não pode, e na própria possibilidade da realidade ele não pode porque ele está preso! Ele não pode sair da cadeia! Como é que ele pode participar de um debate na tv?”

Dirigindo-se aos responsáveis pela TV Aparecida, o influenciador católico diz no seu vídeo: “O povo católico, a população brasileira quer saber: o que é que está acontecendo? Vocês ligaram para o PT? Vocês estão sabendo de alguma notícia judicial que o Lula vai ser liberado? Algum Ministro do Supremo Tribunal passou alguma informação privilegiada para vocês dizendo que o Lula vai sair e participar do debate?”

"É um absurdo...Isto não pode acontecer", conclui Bernardo Pires, animando os católicos a pedirem maiores esclarecimentos sobre a possível presença de Lula no debate do dia 20/09.
_____________________
ACI Digital