domingo, 22 de julho de 2018

Campanha de Oração pela Nicarágua


Ontem (20), o Portal Paraclitus publicou um artigo falando sobre a crise pela qual passa a Nicarágua e a perseguição religiosa desencadeada naquele país contra a Igreja Católica. O motivo da perseguição, como dissemos, foi o fato dos bispos católicos, juntamente com o Núncio Apostólico da Nicarágua, haverem se oferecido para mediar o diálogo entre a população (revoltada com a crise econômica e as reformas exigidas pelo Fundo Monetário Internacional – FMI) e o governo do presidente Daniel Ortega, no poder desde 2007.

Hoje, o Portal Paraclitus recebeu mais notícias, vindas de uma fonte direta da Nicarágua. Segundo a fonte, que não se identifica por medo de retaliação, pois a repressão governamental (através da polícia e de forças paramilitares ) é muito forte, a Igreja Católica está sofrendo pressões e perseguição no país porque está acolhendo manifestantes contrários ao governo Ortega e impedindo que sofram violência por parte da polícia ou das forças paramilitares ou que cheguem a ser presos.

Houve um protesto de estudantes da UNAN (Universidade Nacional Autônoma da Nicarágua) e estes, devido à violência das forças de apoio ao governo, tiveram de buscar refúgio em uma igreja católica próxima, a Igreja da Divina Misericórdia. Os grupos paramilitares atacaram a igreja, que ficou crivada de balas e manchada do sangue de alguns dos jovens universitários que tentavam se proteger, na esperança de que ao menos a igreja fosse respeitada.

Esperar respeito a um local sagrado como é uma igreja, porém, seria demais, para um governo que, segundo corre entre a população nicaraguense, tem ligações com ocultismo e bruxaria. Conforme detalhado pela fonte a que tivemos acesso, Rosario Murillo, vice-presidente da Nicarágua e também esposa do presidente Daniel Ortega, fez uma espécie de pacto satânico para que o marido e ela se perpetuem no poder. As origens dessas ligações com o esoterismo vêm das relações de amizade entre o casal Ortega e o falecido ditador da Venezuela, Hugo Chávez (o qual, por sua vez, compartilhava com Fidel Castro – falecido ditador de Cuba hoje sucedido por seu irmão Raul – da crença na santería, espécie de culto de magia negra de origem africana).

Também correu a notícia, filmada pela mídia da Nicarágua (assista o vídeo aqui), que as forças paramilitares atacaram bispos e padres católicos e ainda o Núncio Apostólico, chegando a feri-los com armas brancas (facas, provavelmente) depois de haverem invadido uma igreja na cidade onde os clérigos católicos tiveram um encontro com um grupo de direitos humanos, na presença da imprensa. Ainda assim, o bispo auxiliar de Manágua, Dom Silvio José Baéz, segue afirmando que a Igreja Católica na Nicarágua continuará buscando o diálogo como forma de assegurar a paz, para evitar que continue a crescer o número de mortos, vítimas principalmente das forças paramilitares partidárias de Daniel Ortega.

A onda de violência por parte dos governistas continua, confirmam as notícias que nos chegam da Nicarágua. Os paramilitares dominam as ruas e impedem ou dissolvem à força as tentativas de manifestações de oposição do governo Ortega por parte da população do país. Se as demandas desses grupos não são atendidas, ameaçam e matam. Em fins de junho, uma família inteira (inclusive 3 crianças) foi morta em um incêndio provocado por forças paramilitares e policiais, porque a família recusou ceder sua casa de três pisos para que estas forças governistas instalassem ali um franco-atirador.
_____________________
Paráclitus