quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Deus é tudo para nós




Escutemos, irmãos, a voz da vida, que nos chama a beber da fonte da vida; Aquele que nos chama não é somente a fonte da água viva, mas também a fonte da vida eterna, a fonte da luz e da claridade; d’Ele procedem todos os bens da sabedoria, da vida e da luz eterna. O autor da vida é a fonte da vida, o criador da luz é a fonte da claridade; por isso, abandonando as coisas visíveis deste mundo e ultrapassando as coisas da terra, busquemos nas alturas do céu a fonte da luz, a fonte da vida, a fonte da água viva, como peixes espirituais e inteligentes, para bebermos a água que jorra para a vida eterna.

Oh se Vos dignásseis, Deus de misericórdia e Senhor de piedade, fazer-me chegar a essa fonte, para que também eu pudesse beber, com todos os que têm sede de Vós, a água viva na fonte viva e saborear sempre a sua inefável doçura, para nunca mais me separar dela e poder dizer: «Como é doce a fonte da água viva, a nascente inexaurível da água que jorra para a vida eterna!». Senhor, Vós mesmo sois esta fonte, que devemos desejar cada vez mais, sem nunca deixar de beber. Senhor Jesus Cristo, dai-nos sempre dessa água, para que se forme em nosso coração uma nascente de água viva que jorra para a vida eterna. É certamente muito o que Vos peço; quem o ignora? Mas Vós, o Rei da glória, podeis dar grandes coisas e prometestes dons excelentes: nada há maior que Vós mesmo, e quisestes dar-Vos a nós e entregar-Vos por nós.

Por isso Vos suplicamos que nos ensineis a amar-Vos como devemos. Nenhum bem desejamos fora de Vós mesmo, porque sois tudo para nós: a nossa vida, a nossa luz, a nossa salvação, o nosso alimento, a nossa bebida, o nosso Deus. Infundi em nosso coração, Senhor Jesus, a suavidade do vosso Espírito e feri as nossas almas com o vosso amor, para que a alma de cada um de nós possa dizer com toda a verdade: Dizei-me onde está o meu amado, porque estou ferida de amor.

Desejo, Senhor, que se grave em mim esta ferida. Ditosa a alma que está ferida deste amor; essa alma procura a fonte e bebe; bebe e tem sempre sede; essa alma procura sempre porque ama, e é curada pela ferida do amor. Digne-Se Jesus Cristo, nosso Deus e Senhor, médico bondoso, gravar esta ferida salutar em nossas almas, Ele que é um só Deus com o Pai e o Espírito Santo pelos séculos dos séculos. Amém.



Das Instruções de São Columbano, abade
(Instr. 13, De Christo fonte vitae, 2-3:
Opera, Dublin. 1957, 118-120) (Sec. VII)