Adsense Teste

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Hereges atacam o Papado dividindo os fiéis de Cristo


Pode ser que alguém não tenha grande empatia com o Papa Francisco, pode ser que alguém não aprecie o seu estilo e até mesmo o interprete além do que ele pretenda por seus gestos, contudo respeitar a autoridade máxima da Igreja enquanto símbolo da unidade e da nossa comunhão é imprescindível para quem for católico de fato. O que é isso que vemos?

Não há nada o que justifique o ataque, ofensa, agressões verbais e ameaças feitas ao Santo Padre. Nem Jesus que tinha todo o direito de julgar a Pedro e sentenciá-lo por sua negação o tratou como alguns católicos ousam tratar o Romano Pontífice publicamente, ele que sequer negou o Senhor à semelhança de Pedro.

Tenham vergonha e pudor, parem de agir feito uma “Assembléia de Satanás”. Insisto: não há justificativa. Não nos venham com “mas”! O mal e o pecado não tem parte com Cristo em nenhuma circunstância.

O que pretendem esses católicos cismáticos? Querem a autoridade da Igreja para si? Pois o Espírito Santo não lhes deu. 

O papado é mais que a pessoa de Francisco, é uma instituição divina sobre a qual somente Cristo tem a autoridade, na qual ele mesmo lhes confere o mandato. Aquele que se interpõe entre Cristo e Pedro é o diabo. E os que seguem as obras deste divisor tem a Lúcifer como cabeça de suas vidas pois ofendem a Cristo com seus ídolos que atacam a Instituição Sagrada do próprio Senhor.

“Vade retro, Satana”! “Fugi, potências infernais”. +
São Padre Pio, rogai por nós!
Santa Catarina de Sena, rogai por nós!
São Miguel Arcanjo, rogai e fulminai o inimigo!


Pe. Augusto Bezerra

Padre da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Bacharel em filosofia pela PUC-Rio, e de teologia pelo Instituto Superior de Teologia João Paulo II da respectiva Arquidiocese.