Adsense Teste

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

SP: Igreja fica destruída após incêndio em Guariba



O incêndio que destruiu a centenária igreja Matriz da Paróquia São Mateus em Guariba (SP) deixou os fiéis abalados nesta terça-feira (10). O fogo, que teria começado pelo telhado, se alastrou pela construção na noite desta segunda-feira (9) e comprometeu toda a estrutura. Pela manhã, centenas de moradores visitaram o local e encararam o prédio, com olhos incrédulos. “É o coração da cidade. Se Deus quiser, a gente vai se recuperar”, diz a dona de casa Regina Plaine. 

As chamas começaram a atingir o local por volta das 22h, quando não havia mais ninguém na Igreja, assim, não houve feridos.  As causas do incêndio ainda são desconhecidas.


Após o ocorrido, a Diocese de Jaboticabal, à qual pertence a Paróquia, expressou sua solidariedade em uma publicação no Facebook.

“Que Deus dê muita Força ao Amado Povo Guaribense e aos Padres Munhoz, Audive e Paulo. Como uma grande família que somos, ofereçamos a nossa Ajuda e a nossa Oração”.


Quando teve início o incêndio, fiéis foram até a igreja e viram o incidente com tristeza. Ao portal G1, Padre Audive Bissoli contou que estavam “vendo tudo e aquele sentimento de impotência e não poder fazer nada”.

“Toda a comunidade, toda Guariba em volta rezando e pedindo a Deus força, coragem e fé para darmos continuidade”, afirmou.

Em uma postagem em sua página no Facebook, Padre Audive afirmou: “Não encontro palavras para descrever a enorme tristeza que estou sentindo, juntamente com nosso pároco Pe. Munhoz e toda comunidade Paroquial Mateus Guariba! Que o Senhor nos ajude e nos proteja nesse momento difícil. Juntos reconstruiremos nossa Matriz!”



Imagem da igreja antes do incêndio

As fotos e vídeos do incêndio geraram comoção nas redes sociais e muitas pessoas expressaram sua solidariedade á toda comunidade de Guariba.

“Nossas orações e apoio a toda comunidade paroquial de São Mateus de Guariba e também todo apoio aos padres José Munhoz e Audive, nesse momento difícil conte com nossas orações e apoio”, postou Pe. Rodrigo César Baroni, de Bebedouro (SP).

Construída em 1895, a igreja tornou-se oficialmente Paróquia São Mateus em abril de 1900. Cinco missas eram realizadas por semana no templo.

De acordo com o padre José Antônio Donizeti Munhoz, policiais militares estiveram na casa paroquial para avisar sobre o incêndio de grandes proporções. Equipes dos bombeiros, das usinas e da Prefeitura foram deslocadas para o combate ao fogo.

“Nós vimos as chamas, mas o fogo é muito alto, as labaredas são muito altas e a gente suspeita que tenha sido um curto-circuito, mas ainda não temos um laudo técnico. Foi muito triste, é uma sensação de impotência de ver a coisa se destruindo e não poder fazer nada”, afirma o religioso.

Solidariedade


Na manhã de terça-feira (10), os moradores puderam ver melhor o estrago feito pelo fogo. Todo o interior da igreja foi queimado e apenas a Capela do Santíssimo e a imagem de São José resistiram às chamas. Por causa do risco de desabamento, a Prefeitura interditou o prédio até que o trabalho da perícia seja concluído.

Apesar da tristeza que tomou conta dos fiéis da cidade, o padre Munhoz destaca as manifestações de solidariedade por pessoas de diferentes religiões. Correntes de oração se formaram desde a noite de segunda-feira com a intenção de acalmar os mais angustiados, e ao mesmo tempo em que eram abraçados, os religiosos ajudaram a confortar os frequentadores do templo.

“Nós vimos o quanto a população de Guariba é solidária. Católicos e não católicos estiveram aqui trazendo sua solidariedade e agora temos que reconstruir. Como estamos vendo, não sobrou nada, mas a nossa fé não foi queimada”, diz.

Lágrimas

'É o coração da cidade', diz fiel emocionada ao ver igreja destruída por incêndio em Guariba, SP

Inconsolável, a auxiliar de escritório Eliane Darquini lamentou a destruição do templo que, para ela, guardava recordações de uma vida toda.

“Hoje, nosso coração está em chamas por ver nossa igreja assim. Um lugar que nós fomos batizados, batizamos os nossos filhos, eu me casei aqui, fiz os meus sacramentos. A dor é muito grande, é como se a gente tivesse perdendo alguém. Foram tantos momentos de fé nesse templo.”

O mesmo sentimento de perda é compartilhado pela dona de casa Terezinha Vicentini, mas com o desejo de poder ajudar a reconstruir o lugar que lhe proporcionou tantas alegrias.

“O dia amanheceu muito triste, não tenho nem palavras. Temos que pedir a Deus para nos dar força para reconstruir. Nessa igreja eu me casei, batizei meus cinco filhos, é uma história que a gente tem. Os nossos padres são maravilhosos e junto com eles nós vamos superar.”

De acordo com a Diocese de Jaboticabal, é possível fazer doações para ajudar na reconstrução da Igreja, através d seguinte conta: Banco do Brasil – Agência 4585-3 – Guariba – SP / Conta Corrente 243-7; Mitra Diocesana de Jaboticabal, Paróquia São Mateus de Guariba, CNPJ 45.336.195/0013-17.
___________________________
ACI Digital/ G1