Adsense Teste

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Quando eu era deus


Todo homem quer crer em Deus e ter uma explicação lógica para seu existir e como recuperar essa intimidade com o criador.

Temos que abdicar do nosso intelecto como um pensamento próprio, pois esse pensar e agir só é possível em Jesus Cristo, quando ele vive em nós.

O homem vive duas realidades distintas, o mundo real da matéria e das sensações e o mundo espiritual que apresenta ao homem uma dificuldade de crer.

Para crer no mundo espiritual, o homem precisa sentir a presença de Deus, precisa ouvir Deus lhe falando e para isso acontecer, o homem precisa exercitar continuamente esse diálogo com o Pai e estar atento ao mundo invisível.

O pecado de Adão e Eva não foi a desobediência, na verdade a serpente convenceu Eva de que pular aquela cerca daria a ela e Adão o mesmo conhecimento do Pai. A vontade de ser como Deus fez Eva e Adão escorregarem. Deus então lhes diz que eles agora são deuses e já não precisam mais Dele ...

O homem tornou-se um ser autossuficiente, e diante dessa revelação do Espírito Santo que abriu-me os olhos e libertou-me da autossuficiência pude escrever um texto denominado "Quando eu era Deus". Jesus disse que a verdade nos libertaria e então peço sempre a Deus e a Jesus que me ensinem a verdade, pois quero ser um homem livre e consciente de que sou filho de Deus e um filho de Deus não mata, um filho de Deus não rouba.

O intelecto busca a Deus, e a atitude do próprio intelecto afasta o homem do Criador, pois ele age como o próprio Deus pela autossuficiência. 

Jesus veio pregar essa nossa desistência da Auto Suficiência, pois tendo o poder para fazer o que quisesse, humilhou-se e serviu à humanidade, mostrou-se desprovido de auto suficiência, mas agiu com poder, simplicidade e amor aos homens, quando curou e expulsou o mal, mostrou a todos nós como devemos ser, sujeitos e subordinados ao Pai que nos ama incondicionalmente.

Você pode ser auto suficiente e continuar vivendo no pecado, na cultura às personalidades e na idolatria, comportando-se como o próprio Deus de si mesmo.

No mundo atual, o culto às personalidades gera milhares de seguidores do bezerro de ouro, ídolos construídos pelo homem que escolheu a auto suficiência. Esse homem até crê em Deus, mas como Adão e Eva, ele acredita que tudo que consegue no mundo provém da sua própria atitude, de sua avidez em perseguir o brilho e a glória; ele até diz que proveio de Deus, mas na verdade regozija-se em si mesmo.


Quando eu era Deus
Eu era totalmente autossuficiente até Deus me mostrar que queria ter uma relação de Pai para Filho comigo. Até então, nada ia bem em minha vida. A partir daqui, desse testemunho, o avião não parou mais de subir. Espero que te ajude como me ajudou a compreender o amor do Pai.

Passei uma vida
Inteira,
Sendo Deus.
Não porque
Eu acreditasse
com consciência,
Que eu era Deus,
Mas eu era Deus
No agir e no pensar.

No meu mundo
Havia lutas diárias
Pela vida
Que não prosperava,
Eu era Deus,
Um ser independente
E autossuficiente
Não porque quisesse,
Eu acreditava num Deus...
Eu até rezava
E louvava o meu Deus.

Me dava ao luxo
De fechar as portas
Da vida
A ajuda que Deus me dava,
Eu era Deus...
Então podia passar adiante
Tudo aquilo,
Na minha onipotência
Tinha quem precisava
Mais que eu.

Acordei um dia
Revoltado com o Deus
Que eu acreditava
Na minha inconsciência
De ser Deus,
Um ser autossuficiente.

Me dei ao desplante
De colocar Deus na parede,
Inquiri sobre minha vida,
Minhas dificuldades,
E o fato de ele só ajudar
Quem não prestava.

Eu era Deus
Um ser autossuficiente,
Carregava uma cruz
Pesada,
Era um trambolho
Do Deus que escolhi ser.

Ele teve misericórdia de mim,
Só Deus pode perdoar,
Só ele ensina pela verdade,
Só ele ama incondicionalmente.

Ele me revelou a verdade,
Disse-me que eu era Deus
Um ser autossuficiente,
Que tinha lhe tomado a cruz
E não queria devolver,
E ele já tinha feito esse
Sacrifício por mim.

Meus olhos se abriram
Chorei como um menino
Que perdeu um brinquedo,
Cai da minha cruz,
Deixei de ser Deus
Para ser um filho de Deus.

Eu era um ser
Autossuficiente,
E enquanto eu era assim
Nada dava certo,
Eu não havia entendido
Que Deus queria cuidar de mim,
Ele queria caminhar
De mãos dadas comigo,
Queria que eu lhe contasse
Minhas alegrias,
E minhas tristezas,
Ele queria ser meu pai.

Hoje, estou liberto
Da minha soberania,
Da onipotência
Que me privou
Tanto tempo
Da consciência,
Da confiança,
Do filho amado
De Deus.




Humberto Manhani