Adsense Teste

domingo, 26 de julho de 2015

Iniciação e perseverança


Estimados Diocesanos! A missão primeira da Igreja é evangelizar, levar a todos o Evangelho de Jesus Cristo, apresentando o senhor Jesus como o Messias anunciado, esperado e enviado pelo Pai na plenitude dos tempos.

Como discípulos e missionários do Senhor Jesus, não podemos nos acomodar, achando que tê-lo conhecido é o suficiente para alimentar a nossa vida de fé. Em cada tempo e em cada lugar, devemos ter a ousadia de viver a dimensão missionária da nossa fé anunciando Jesus Cristo às pessoas. O encontro com o mestre Jesus proporciona ao discípulo não só admiração, mas uma resposta, uma adesão a uma caminhada de fé que se alimenta do pão da Palavra e do pão da Eucaristia em comunidade.

A família e a comunidade foram os lugares que favoreceram ao longo da história o processo de iniciação à vida cristã e de transmissão de valores. Nos últimos anos, a família passou por um grande processo de transformação, perdendo em algumas realidades sua capacidade de ser o lugar ideal e privilegiado da iniciação cristã das crianças e dos jovens, onde o testemunho de fé dos pais contagiava os corações dos filhos.

A comunidade, lugar de celebração da fé, passou e continua passando por um grande processo de transformação social e religioso. No entanto, para manter sua identidade de comunidade cristã, as pessoas que dela fazem parte, devem continuamente colocar-se na escuta de Deus como discípulas, para poderem anunciar Jesus como missionárias pelo testemunho e pela palavra. 

Temos muitos pais que se preocupam e procuram acompanhar todo o processo de iniciação cristã dos filhos, isto é bastante positivo, pois revela também um cuidado com a vida espiritual da própria família. Mas como Igreja, comunidade povo de Deus, não podemos nos acomodar, ficando apenas no processo de iniciação à vida cristã. É necessário desenvolvermos um processo de iniciação na vida cristã que conduza as crianças, adolescentes e jovens ao encontro pessoal com Jesus Cristo, não tendo presente só os sacramentos de iniciação, mas o cultivo permanente da amizade com Ele pela oração, pela participação na celebração litúrgica, na experiência comunitária e no compromisso apostólico.


Tende todos um bom domingo.


Dom José Gislon
Bispo Diocesano de Erexim (RS)