Adsense Teste

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Na UF Ceará: “Artista” derrama sangue em crucifixo enquanto apresenta filme pornô. Católicos rezam Terço em desagravo.




Uma imagem divulgada nas redes sociais nesta segunda-feira, dia 23, chocou internautas. Um homem nu aparece perfurando o próprio braço vertendo sangue sobre uma cruz enquanto um vídeo pornô gay é exibido ao fundo.  Sobre a mesa de conferência, destaque para uma bandeira estendida do Movimento LGBT. O fato aconteceu no auditório Rachel de Queiroz, bloco de Psicologia, na Universidade Federal do Ceará -UFC, dentro do I Seminário “Conversas empoderadas e despudoradas sobre gênero sexualidade e subjetividades”.

De acordo com apuração do blog do Povo, o auditório foi reservado pelo Departamento de Ciências Sociais a pedido de um professor, que não foi encontrado para dar entrevista. O Ancoradouro solicitou entrevista a um representante da instituição, mas a Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC preferiu silenciar diante do caso. “A Universidade não vai se pronunciar sobre o assunto”, lê-se no e-mail de resposta à solicitação de entrevista.

A espécie de ritual religioso com sangue realizada em ambiente não hospitalar foi alvo de críticas na página “Fortaleza Sem Prefeito”, uma das primeiras a publicar o material. “Pelo amor de Cristo, onde nós estamos? Vamos pelo menos ter respeito”, comentou um dos internautas.


“Para reparar esta ofensa, convocamos os católicos a rezarem o Santo Terço em amor e reparação ao Sagrado Coração de Jesus”, diz a mensagem que convoca para a oração que será realizada em frente ao Centro de Humanidades II, Campus Benfica, hoje (25) às 18h30.

Outro trecho da mensagem classifica o ato ocorrido na UFC de “um desrespeito à religião [católica]. A mensagem ainda faz uma crítica ao Reitor da universidade e responsáveis pelo cedimento do espaço da universidade e por “silenciarem diante de tamanho desrespeito”. A mensagem é baseada no amor e na tolerância. “Eles não cansam de ofender a Cristo, e nós não cansaremos de amá-lo”. Muito dos posicionamentos recordam que devemos amar a todos, entretanto, o respeito deve ser uma via de mão dupla. A mensagem termina com uma frase de Santo Tomás de Aquino: “Não se opor ao erro é aprova-lo, não defender a verdade é negá-la”.
________________________________________________
Blog Do Povo/ Press/ Ancoradouro