sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Iraque: Governo muçulmano declara 'Natal' feriado Nacional


O governo do Iraque declarou oficialmente o dia 25 de dezembro como feriado nacional para comemorar "o nascimento de Jesus Cristo", embora a maioria dos cidadãos seja muçulmana.

Anteriormente, o Natal tinha sido designado como um descanso religioso só para a comunidade cristã iraquiana, mas a alteração aprovada pelo Parlamento amplia o feriado a todos os cidadãos.

"Feliz Natal aos nossos cidadãos cristãos, a todos os iraquianos e aos que celebram em todo o mundo", disse o governo em sua conta de Twitter em 25 de dezembro.

"Desejamos aos cristãos no Iraque e em todo o mundo um Natal muito feliz e tranquilo”, acrescentou.

Segundo o Relatório de Liberdade Religiosa realizado pela Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) em 2018, a população atual do Iraque é de 37.548.000 milhões de pessoas, entre eles, 98,3% são muçulmanos e somente 1,7% são cristãos e participam de outros grupos.

Acredita-se que existem apenas cerca de 300.000 cristãos no país. Também existem comunidades menores de armênios, curdos, árabes e turcomanos no Iraque.

Antes dos países ocidentais invadirem o país em 2003, os cristãos iraquianos eram cerca de 1.4 milhões, mas o ataque violento obrigou a centenas de milhares a fugir a outros países.

Neste ano, os católicos iraquianos se reuniram e celebraram o Natal na Igreja Caldeia de São Jorge, em Bagdá. Assim como na igreja al-Tahira al-Kubra e na igreja caldeia de Mar Addai, ambas na cidade assíria de Qaraqosh, localizada cerca de 13 quilômetros ao leste de Mosul.
______________________
ACI Digital