sábado, 21 de setembro de 2013

No Rock in Rio, exaltação a Satanás e escárnio aos símbolos cristãos católicos.


Eis a nossa civilização!

Ali não é lugar para os discípulos de Cristo…
Num contexto desses, ir ali é o mesmo que sacrificar aos ídolos!
Se alguém tem amor ao Senhor e à Sua Igreja, Sentiu-se triste e indignado…
Não dá para fazer de conta que é brincadeirinha, que não é grave,
Que não é realmente satânico!
Simplesmente, não se pode servir a dois senhores!
Não se pode blasfemar o Senhor, apostatá-lo e ainda se pensar cristão!
Onde chegamos: o mal é exaltado, o bem é envergonhado!

Sei que nem todos os que se apresentaram no Rock in Rio têm esses sentimentos. Mas, os organizadores do evento, que sabem muito bem quem é quem no mundo do Rock, tinham a obrigação de não permitir que coisas do gênero ocorressem! Não aprecio moralismos ou cruzadas, mas também, como cristão, como católico, como Bispo, não posso ficar calado ante um ato desrespeitoso para com os cristãos, ofensivo para com os católicos e blasfemo contra o Senhor Deus!
Eu sou cristão! Eu creio em Deus!
Para mim, Deus não é uma ideia, uma bandeira, uma brincadeira!
Ele É! Ele é Santo! Ele é o Sentido de tudo!
Brincar com Ele, é brincar com a vida, com a humanidade, com o sentido mesmo de nossa existência!
Quem não crê, tem meu irrestrito respeito e minha sincera e cordial estima!
Mas, não se pode banalizar a fé de ninguém, não se pode aviltar o que é sagrado! Isso é destruir os fundamentos mesmos da humanidade e da convivência entre pessoas e povos!
Por isso minha palavra e meu protesto e de indignação!


Dom Henrique Soares, 
bispo-auxiliar de Aracaju





As palavras acima mostram o repúdio e indignação de dom Henrique Soares, com a apresentação da banda Ghost B. C. no Rock In Rio. De fato, a banda em suas apresentações, costuma fazer apologia ao diabo e escárnios e deboches à Igreja Católica, a começar pelo nome artístico do vocalista, que se porta como um arremedo de pontífice no palco.

"Lucifer, nós estamos aqui", entoa em uma das canções Papa Emeritus II, vocalista da banda sueca Ghost B. C., fã de Black Sabbath e (ao menos declaradamente) seguidora do satanismo que virou marca (e marketing) do grupo de Ozzy Osbourne.

Porém, esse tipo de apresentação não soou bem aos ouvidos dos rockeiros que nem aos mais próximos do repertório da banda sueca conseguiu manter o ânimo e a excitação que veio com Infestissumam, logo no início do show. Papa tentou respostas do público, em vão. "Boa noite, Rio", "¿Qué tal?", "How are you doing?", insistiu, em diversas línguas, talvez testando aquela que a plateia daqui fala. Nenhuma delas foi capaz de reverter o clima fúnebre instalado pela música do Ghost. Se o inferno for tão chato quanto o som dos suecos, evite ficar íntimo do tinhoso.

Rock sem maldade ou uma invocação aos demônios?



Trecho da Música:  Ritual
Banda: Ghost

Pai nosso
que estás no inferno
profano seja o vosso nome
amaldiçoado sejam os filhos e filhas
de seus nemesis
quem são culpados
venha ao nosso reino
Amém

Trecho da Música: Ano Zero
Banda: Ghost

Salve Satanás, Arcanjo
Salve Satanás, bem-vindo ano zero.
Salve Satanás, Arcanjo
Salve Satanás, bem-vindo ano zero.

Trecho da Música: Relógio Ostensório
Banda: Ghost

Venham juntos, juntos como um só
Venham juntos pelo filho de lúcifer
_______________________________________

10 comentários:

  1. É preciso aceitar que a louvação ao que é considerado "mal" pelo cristianismo é tão legítima como qualquer outra. Será que se fosse uma banda cristã criticando a crença desta banda Ghost as pessoas citariam "intolerância"? Improvável. As bandas do chamado "white metal" fazem isso o tempo todo. Existe um termo em inglês que desconheço a tradução, mas que se aplica a essa postura do bispo: self entitlement issues.
    Quanto ao Ghost, fazia tempo que não via algo tão criativo e, pelo que vi na Internet, também cativaram muita gente que não os conhecia. Concordo que não deveriam estar ali, mas não pela temática. É uma banda de metal de verdade, coisa que o público do RiR desconhece.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Olá Janaína, seria muita ingenuidade sua que uma banda de rock se levante e escarneie da fé dos outros sem que a Igreja se defenda de alguma forma. Além do mais, acho que você não leu a matéria toda ou não prestou atenção na matéria que tal apresentação, ao contrário do que você mencionou, "não soou bem aos ouvidos dos rockeiros". Se você acredita que é muita criatividade que uma banda invoque Satanás e os demônios em oposição a Cristo, então que você faça um bom proveito pois você mesma está com o pensamento pervertido e isso não é intolerância e a Igreja tem como dever orientar os cristãos católicos (de verdade) a não participar de tais ações. Se você, pelo que se percebe, não é cristã, de forma alguma deve se sentir constrangida com as palavras de dom Henrique pois ele se refere aos cristãos se é que você bem leu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li sim e muito bem, típica resposta aos que discordam, "não leu". Coisas muito diferentes: "que a Igreja se defenda de alguma forma" (perfeitamente justo) e "Mas, os organizadores do evento, que sabem muito bem quem é quem no mundo do Rock, tinham a obrigação de não permitir que coisas do gênero ocorressem!" (por que tinham? Esse foi justamente o ponto da minha mensagem. Por que nesse caso deveria haver censura?). Não me sinto constrangida, só acho importante mostrar outros lados da informação. E como já disse, ele não se refere apenas aos cristãos, já que espera que shows como o do Ghost não devam acontecer. Em tempos de influência forçada e crescente do cristianismo na vida de não cristãos, acho a discussão relevante.
      "não soou bem aos ouvidos dos rockeiros"? Veja os videos, o gigante coral que cantou "come together for Lucifer, son"; leia os tweets, opiniões no Facebook. Não estou me baseando em interpretação dos outros, as evidências ao contrário estão perfeitamente acessíveis. Eu mesma sou um exemplo, nem conhecia o Ghost. Muitas pessoas gostaram da banda, muitas pessoas já a conheciam e foram lá só pra isso. Acho terrível é tentar forçar um consenso que não existe. Os "rockeiros" não são seguidores de uma religião Rock, o Rock não é uma coisa única, dogmática. Ingenuidade é acreditar nisso.

      Excluir
    2. kkkkk essa janaina não tem sequer noção do que está falando.tenho certeza que ela imagina o demônio como o sasi pererê.

      Excluir
    3. atitude tal como essa desses dementes do rock só servem pra confirmar que o fim dos tempos está bem próximo.VIGIAI

      Excluir
    4. Janaína, porque tinham? Pelo visto você se deixa muito guiar pelo que as pessoas pensam ou gostam. "Se gosta, então siga", esse deve ser seu pensamento. E por que não deveria permitir tal ato entre os jovens? Justamente pelo tipo de influência que esse tipo de banda atrai (mas como disse o comentarista abaixo, os organizadores estão pouco se lixando pra isso, a eles importa o dinheiro). O diabo não é apenas a personificação do mal para o Cristianismo, aliás, se ele faz isso - como você diz - com cristãos (que não saíram? - tenho certeza que os verdadeiros repudiaram esse grupo), quem dirá ainda com os que estão fora. Como me disseram, Satanás não está preocupado com os que "estão fora" da Igreja, ele quer os de dentro, pois os de fora há muito lhe pertencem. Mas nós confiamos no Senhor que disse que "as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja" (Mt 16,18), confiamos n'Ele que já venceu o mal pela Sua morte de Cruz e que jamais permitirá que os eleitos sejam enganados. Afinal de contas, se Deus é por nós, quem será contra nós?

      Excluir
  4. Acho que invés da igreja católica se preocupar com esses caras ai, tem que se preocupar é com os falsos profetas que nela abrigam.

    ResponderExcluir
  5. Pelo oque eu entendi era para os organizadores não permitirem essa banda no Rock In Rio??
    se os cristãos quiserem eles poderiam sair do show, e porque não sairam? os organizadores do Rock In Rio tão pouco se lixando para oque a Igreja prega, eles querem é dinheiro.

    ResponderExcluir