Adsense Teste

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Adolescentes judeus atacam com pedras católicos que participavam da Missa em Israel



Um grupo de adolescentes judeus atacou com pedras uma comunidade de católicos enquanto participavam da Missa em Israel, o qual gerou dor e indignação entre os cristãos que vivem na Terra Santa.

O ataque ocorreu no último dia 28 de maio, no pátio da capela da Comunidade de Santa Teresa de Lisieux, em Rehovot, localizada a 48 quilômetros do noroeste de Jerusalém.

Os católicos que sofreram agressões eram principalmente das Filipinas, da Índia, do Sri Lanka e alguns africanos. Os fiéis estavam no pátio da capela porque não havia lugar suficiente para acolher todos no templo.

A princípio, os jovens judeus, de 14 anos de idade, começaram a jogar pedras pequenas, mas depois começaram a lançar pedras maiores, fazendo com que os fiéis católicos chamassem a polícia local.

Logo depois da Missa, os católicos recolheram algumas pedras e as colocaram aos pés da cruz do altar.

O sacerdote salesiano Pe. Eric Wyckoff, capelão da comunidade, presidiu a Eucaristia acompanhado do Pe. Matthew Coutinho, o novo capelão, e o Pe. David Neuhaus, Vigário do Patriarcado Latino de Jerusalém e responsável diocesano pelos migrantes em Israel.

O Bispo Auxiliar de Jerusalém, Dom William Shomali, afirmou que “é triste que pessoas que estavam rezando, em sua maioria trabalhadores de lares judeus em Rehovot, tenham sido vítimas desta chuva de pedras”.

Segundo informações do Patriarcado Latino de Jerusalém, o Bispo expressou sua solidariedade com as vítimas e ressaltou a importância de que “os adultos e os professores” eduquem bem as novas gerações a fim de que respeitem as tradições dos outros.

“Uma vez mais, denunciamos esta cultura do desprezo ao próximo, existente em alguns círculos israelenses, e recordamos a necessidade de encontrar soluções para curar o radicalismo e a intolerância à sociedade”, acrescentou.

Depois desses lamentáveis acontecimentos, o Vicariato para os católicos de língua hebraica em Israel começou uma campanha de arrecadação de fundos para poder oferecer um maior e melhor espaço de oração aos fiéis da região de Rehovot.

Muitos cristãos temem que aconteçam novamente ataques como este e que o extremismo aumente devido à decadência moral e a perda dos valores culturais.
_____________________________________
ACI Digital