Adsense Teste

sexta-feira, 21 de abril de 2017

A seita delirante dos Mórmons


É bem provável que muitos dos mórmons sequer conheçam a fundo artigos básicos da própria fé. Caso contrário, perceberiam o quanto ela diverge da doutrina de Cristo, e, portanto, de qualquer razoabilidade. Creem na literal reunião de Israel e na restauração das dez tribos; que Sião será edificada na América, que Cristo reinará pessoalmente sobre a terra, e que a terra será renovada atingindo sua gloria paradisíaca.

Crêem “na mesma organização que existiu na primitiva Igreja, ou seja: apóstolos, profetas, pastores, mestres evangelistas e etc Crêem que “o próprio Deus foi uma vez como nós somos agora, e é um homem enaltecido.” (Joseph Smith). Por essa razão, acreditam que “bons mórmons se tornarão deuses, criando e governando mundos e povoando-os com a sua prole”.

E qual a origem da doutrina da poligamia, que tanto escandalizou os americanos no século XIX? Ora, os mórmons crêem que Deus está continuamente criando almas que anseiam por corpos humanos. Por essa razão, quanto mais seres humanos um homem produz, mais perfeitamente ele está servindo a Deus. Logo para servir melhor a Deus, é necessário ter o máximo de filhos, e por essa razão, o máximo de esposas!

Se não a praticam hoje (pelo menos não publicamente), deve-se à proibição por parte do governos e para evitar escândalos públicos. Mas jamais a negaram como atitude muito eficaz para a salvação. Essa indecência foi defendida e praticada primeiramente pelo próprio Joseph Smith, que afirmou ter recebido instruções sobrenaturais a este respeito. Mais tarde, Brigham Young, deu uma grande propulsão a esta prática imoral, tendo ao longo da vida 17 esposas e 56 filhos.


Partindo da mera irracionalidade e da obscenidade velada para a blasfêmia explícita, os mórmons creem ainda que um ser humano não poderia ser gerado sem que existisse uma união íntima entre um homem e uma mulher, e dessa forma se sucedeu com o próprio Cristo. Deus Pai teria assumido um corpo e tomado Maria, Virgem Santíssima, como esposa para gerar Nosso Senhor. Não satisfeitos com tamanho ultraje, vão ainda além: um dos argumentos para apologia da poligamia é de que o próprio Cristo a teria praticado com as mulheres que aparecem nos evangelhos.

Façamos uma pausa nesse momento… Se é difícil para o leitor digerir tais informações, possa o mesmo imaginar para quem escreve… Mas é necessário expor esta seita nefasta para desmascará-la e combatê-la. 

Dando pontos finais a este brevíssimo tratado sobre a religião de Joseph Smith, discorramos sobre a organização dos santos dos últimos dias. Há um presidente que goza de uma infalibilidade mística para discernimento da doutrina e de novas revelações divinas que pululam a todo instante, através de “dons carismáticos” (qualquer conhecedor básico do assunto percebe a completa diferença com o dogma da Infalibilidade Papal, proclamado no Concilio Vaticano I). Como Martinho Lutero, são defensores de apenas dois sacramentos: o batismo e a santa ceia. O batismo deve ser necessariamente por imersão (costume que herdaram dos Batistas) e a santa ceia deve ser com pão e água, pois as bebidas alcoólicas são veementemente proibidas (costume que herdaram dos Adventistas). Aliás, não só o álcool é condenado, como também o café, o chá e o fumo, ainda que usados em âmbito privado.


Por fim, uma característica marcante dos mórmons é o zelo missionário. Se você já os encontrou nas ruas, saiba que estes jovens não saem de seus países para missionar por uma fé ardorosa e desintencionada no profeta Joseph Smith. Pelo contrário, esses rapazotes engravatados com uma idade entre 20 e 22 anos, recebem a promessa de que ao voltarem da missão receberão presentes, cargos empresariais, bolsas de estudo e etc. Aonde chegam, batem de porta em porta infernizando a vida dos cidadãos de bem, com suas visitas inoportunas. Por essa razão, lembre-se, nunca abra pela primeira vez, ou sua vida se tornará um caos durante meses, pois insistência é a palavra de ordem no dicionário Mórmon. Como isca oferecem cursos de inglês, atividades esportivas, festas e até bolsas de estudo aos jovens com intuito de fazer amizades e atraí-los para a seita.
______________________

A Fé Explicada