quarta-feira, 1 de junho de 2022

Escola coloca “meme” com Jesus em prova e ator registra BO por intolerância religiosa.


O ator Mário Gomes registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio de Janeiro e afirmou que o filho adolescente sofreu intolerância religiosa no colégio por ser católico. A origem da questão teria sido uma imagem com Jesus Cristo crucificado colocada em uma prova da escola do jovem com a inscrição “bandido bom é bandido morto”. A instituição de educação básica é pública, federal e ligada a uma universidade.

O enunciado da prova dizia que se tratava de um “meme”. “Este é um meme criado a partir da obra “Cristo Crucificado”, do pintor espanhol Diego Velásquez. Considerando o meme, identifique pelo menos um dos três tipos puros de dominação conceitualizados por Weber. Justifique-se, sempre em termos weberianos”, dizia o texto.

Mas esse não foi o entendimento do ator. Gomes divulgou um vídeo em suas redes sociais e afirmou que a forma como Jesus foi representado trata-se de um sacrilégio. Apesar de mencionar que o filho foi vítima de intolerância religiosa, o ator não deu detalhes do que teria ocorrido com o adolescente.

A reportagem tentou contato com Gomes e com a escola, mas não obteve sucesso até a publicação do texto. Ao G1, a Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou que vai ouvir todos os envolvidos no caso. 
________________________________________
Copyright © 2022, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

Um comentário:

  1. onde esta a pergunta da questao da prova? era questao da provade que materia? isso nao esta completo

    ResponderExcluir