Adsense Teste

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Novo "Altar" da Basílica de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal, lembra os altares dos templos maçônicos.


Depois de cerca de dois anos fechada ao público para obras de restauro, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, Santuário de Fátima, Portugal, reabre com uma desagradável surpresa: um novo “altar” sagrado pelo Bispo de Leiria Fátima, D. António Marto.

Escreve-nos um leitor português:

O polêmico novo altar da Basílica de Nossa Senhora do Rosário, em Fátima, lembra os altares dos templos maçônicos.

Coincidência ou não, a forma de cubo e as três velas que ladeiam o novo altar lembram indubitavelmente os templos da Maçonaria, causando alguma perplexidade entre os fiéis. O Santuário não deu nenhuma explicação, mas pensa-se que as três velas estejam relacionadas como que representando os videntes da Cova da Iria.

O altar, inserido no novo presbitério, foi consagrado no passado dia 2 de Fevereiro pelo Bispo da Diocese de Leiria-Fátima, perante centenas de fiéis. Mas a estética e a lembrança da Maçonaria deixam muito a desejar…

O altar anterior:




Mais imagens do novo altar e novo presbitério:


Aqui, alguns altares em lojas maçônicas:




Segundo a coordenadora geral da obra, a arquiteta Joana Delgado, a reforma visou conservar o patrimônio edificado e artístico, mas também realizar ajustes funcionais necessários devido à intensa utilização da Basílica.

Dentre as obras, os destaques são para a reformulação do presbitério e para a criação de um itinerário devocional, que permitirá aos peregrinos a veneração e oração junto dos túmulos dos Pastorinhos.

A intervenção “complexa” exigiu “um criterioso levantamento do estado de conservação do edifício bem como de todo o seu patrimônio artístico móvel e integrado” que se revelou “particularmente útil” na definição dos critérios e metodologias de intervenção nas diversas áreas de forma articulada, tendo em conta o que de mais recente se faz na área da Conservação e Restauro.

No espaço celebrativo fizeram-se algumas “alterações” tendo-se considerado oportuno remover a grade em pedra, que separava o presbitério da assembleia, e retomar a cota original do presbitério reforçando a relação da assembleia com aquele espaço.

Os lugares litúrgicos foram desenvolvidos artisticamente pelo Escultor Bruno Marques, autor de todo o mobiliário litúrgico cujo desenho assenta “numa lógica de simplificação estética garantindo a sua adequação funcional”.

A Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no Santuário de Fátima, em Portugal, foi reaberta na terça-feira, 2 de fevereiro. A data escolhida para a dedicação do novo altar da Basílica foi num dia liturgicamente simbólico para a Igreja Católica: Dia do Consagrado. Com isso, a celebração contou com a presença de várias congregações religiosas presentes em Fátima.
_______________________________________

Fratres in Unum.com / Canção Nova