Adsense Teste

domingo, 12 de novembro de 2017

Quarta-feira vermelha: Assim honrarão os mártires cristãos no Reino Unido


Na quarta-feira, 22 de novembro, mais de 30 lugares emblemáticos do Reino Unido serão iluminados de vermelho para homenagear os mártires cristãos e para pedir respeito à liberdade religiosa.

Esta homenagem, cujo lema é “Defender a fé e a liberdade na # RedWednesday (Quarta-feira vermelha)”, é organizada pela Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) no Reino Unido, em colaboração com a associação inglesa Christian Solidarity Worldwide (CSW).

Através de um comunicado, a coordenadora da iniciativa da ACN, Patricia Hatton, indicou que “esta é uma oportunidade única para defender a fé e a liberdade neste país e no mundo e acender uma luz ante a perseguição aos cristãos e a outros grupos de fé atualmente”.

Precisamos que as pessoas levem a sério o tema da liberdade religiosa, deste modo estamos convidando as paróquias, os grupos de oração, as famílias e os estudantes para que na #RedWednesday se reúnam às 18h na esplanada da Catedral de Westminster, onde haverá música e um filme antes da oração”, continuou.

Na esplanada da Catedral católica de Westminster também haverá testemunhos sobre a perseguição religiosa, enquanto o diretor da ACN Reino Unido, Neville Kyrke-Smith, e o diretor da CSW, Mervyn Thomas, serão os palestrantes.

Hatton também pediu que, no dia 22 de novembro, os fiéis “usem algo vermelho”. “Defendamos juntos a fé e a liberdade e ajudemos os cristãos e os outros, especialmente no Oriente Médio, que necessitam urgentemente do nosso apoio neste Natal”.

Entre as instituições educacionais que serão iluminadas de vermelho estão a Universidade de St. Mary's e os colégios católicos Clitheroe, Cardinal Newman e St. Joseph's.

A Fundação ACN Reino Unido acrescentou que neste dia um ônibus vermelho com a frase “Defender a Fé e a Liberdade” percorrerá a cidade de Londres, realizará paradas em lugares emblemáticos como a Trafalgar Square e Lambeth Palace e seu destino final será a Catedral de Westminster.

Esta não é a primeira vez que diversas igrejas e instituições do Reino Unido se iluminam de vermelho em homenagem aos cristãos perseguidos. Em novembro de 2016, a Catedral de Westminster, a Abadia de Westminster, o centro islâmico Iman Khoei e a Sinagoga Liberal Judaica em Londres, também foram iluminados.

Em outubro de 2017, a Basílica do Sagrado Coração de Paris também fez esta homenagem. Nos anos anteriores, somaram-se lugares icônicos no mundo como a Fontana di Trevi, na Itália, e a estátua do Cristo Redentor, no Brasil.

Em seu relatório sobre a liberdade religiosa no mundo, divulgado em novembro de 2016, a ACN assinalou que atualmente 334 milhões de cristãos são perseguidos e discriminados por causa da sua fé.

Os países onde há uma maior perseguição contra os cristãos são o Afeganistão, a Arábia Saudita, a Coreia do Norte, o Iraque, a Nigéria, a Síria e a Somália.
______________________________

ACI Digital