segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

SP: Após sumir por 9 dias, padre Lázaro reaparece e passa bem.


Após sumir por nove dias, o padre Lázaro Antônio Rodrigues, de 44 anos, reapareceu na tarde desta segunda-feira (18). Ele alegou amnésia. O religioso tinha sido visto pela última vez ao celebrar uma missa no último dia 9 em Cachoeira Paulista (SP). Ele, que é vigário em Cunha, passa bem e foi ouvido pela polícia.

De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o padre contou que faz uso de um remédio para tratamento neurológico. Ele disse que quando o medicamento acabou, decidiu ir a São Paulo buscar mais. O delegado não informou o nome do remédio e o G1 não conseguiu localizar o padre até a publicação desta reportagem.

“O padre acredita que a falta desse remédio possa ter gerado a amnésia porque ele não lembra onde ficou, nem o que comeu. Ele acredita que alguém o encontrou desorientado e o deixou em um hospital, onde teria sido medicado e retomou a memória”, contou o delegado Hugo Barreiras de Macedo.

O depoimento do padre levou cerca de 10 minutos e, como não houve queixa de crime, ele foi liberado sem a necessidade de contar detalhes do desaparecimento.



LIGAÇÃO

Após recuperar a memória, na manhã desta segunda-feira (18), o padre comprou um carregador de celular e ligou para família. Em seguida, comprou uma passagem de ônibus e retornou para o interior.

“Ele tinha dinheiro com ele e acreditamos que ele tenha utilizado esse dinheiro para se alimentar nesses dias. Felizmente, ele não foi furtado, nem roubado. Ele estava utilizando a mesma roupa desde o dia do desaparecimento”, completou o delegado.

Padre Lázaro foi à delegacia acompanhado de outro padre para prestar esclarecimento. Por meio de nota, a Diocese de Lorena informou que o padre foi encaminhado para o hospital para exames e cuidados necessários. 
____________________________

G1