terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Novela 'Apocalipse' será encurtada em dois meses por falta de audiência


Os diretores da Record estão bem apreensivos quanto a novela bíblica Apocalipse. A trama ainda está no início, mas não agradou. As interferências no texto acabaram prejudicando a novela que prometia bater a Rede Globo no Ibope em São Paulo.

De acordo com informações do jornalista Fernando Oliveira, os diretores querem diminuir o tempo de duração do folhetim em dois meses. A baixa audiência é a principal culpada pelo encerramento precoce da trama. A decisão será tomada oficialmente no mês que vem.

Internamente avalia-se que a situação só tende a piorar, já que O Outro Lado do Paraíso engrenou de vez. Uma mudança de horário também foi colocada em discussão, mas acharam melhor não atrapalhar ainda mais a grade de programação da emissora.
OS ERROS DE APOCALIPSE

Não é novidade para ninguém que a Record está passando por um momento bastante conturbado em sua teledramaturgia. Como o TV Foco já informou, as novelas inéditas do canal – Belaventura e Apocalipse – estão registrando índices pífios de audiência que não se viam há alguns anos na emissora. Somente as tramas que são reprisadas na faixa vespertina continuam trazendo audiência satisfatória para o canal.

Não é muito arriscado dizer que a fase atual do canal é a pior desde 2012, ano em que foram exibidas a novela Máscaras e a segunda temporada de Rebelde. Antes disso, as tramas da casa estavam mais que consolidadas. A teledramaturgia na emissora vinha caminhando de maneira animadora desde 2004, quando foi ao ar o remake de a Escrava Isaura.

Escrita por Lauro César Muniz, Máscaras foi o grande estopim para o declínio das novelas da Record na década de 10. A audiência logo pulou dos dois dígitos rotineiros das tramas da emissora para o temido dígito solitário. Com Rebelde não foi diferente. A segunda temporada da trama não agradou o público, o que resultou em um encurtamento e cancelamento de projetos futuros.

Embora as novelas que sucederam Máscaras antes de Os Dez Mandamentos não tenham atingido os tão sonhados dois dígitos em suas médias gerais, o momento foi bastante semelhante ao registrado pelas novelas atuais. A situação atual simboliza uma queda do que vinha dando certo até então, mas que a interferência desnecessária e decisões erradas colocaram por água abaixo.

Resta saber se a emissora aprenderá com o erro em suas próximas tramas, ou se necessitará novamente de mais alguns anos para colocar tudo nos trilhos. Rosa Choque vem aí, é esperar para ver.
__________________

Front Católico