Adsense Teste

quarta-feira, 22 de março de 2017

Por que Jesus chama Simão Pedro de pedra?


De um modo geral a Bíblia muitas vezes tipificou Jesus com as figuras da Rocha ou da Pedra. Mas em Mt 16,18 é impossível que tal CEFAS (pedra) refira-se a Jesus. Observe como todo o contexto versa em torno da pessoa do Apóstolo: é a Pedro diretamente que Jesus dirige as palavras: “Bem-aventurado és tu…, te revelou… Eu te digo… Tu és… Eu te darei…“. Observe principalmente que o próprio Simão passa a ser chamado CEFAS:

“Tu és Simão, filho de João. Serás chamado Cefas (que quer dizer Pedra)” (Jo 1,42)

Ora, se Jesus disse: “Simão tu és CEFAS e sobre esta CEFAS edificarei a minha Igreja”, como negar que Simão é a CEFAS (Pedra) sobre a qual Jesus edificou sua Igreja? Se Jesus chamou Simão de CEFAS, se toda a Bíblia chama Simão de CEFAS, como negar que CEFAS é Simão?

E o mais importante é notar que Jesus aplica a Simão a mesmíssima figura que a Bíblia aplica ao Senhor Jesus: CEFAS. Isto tem um significado profundo. Vemos que Jesus aplica a Simão, no momento da fundação da Igreja, uma figura própria de Jesus. E assim, Jesus faz de Simão um outro “Cristo”, ou seja, um representante.Justamente porque aplica a Simão a mesma figura com que a Bíblia normalmente faz referência ao Cristo. E é justamente isso que a missão do Papa significa: Ser representante de Cristo na terra.

Esta é a missão de Pedro e, na Bíblia, sempre que Deus escolhe um homem para dar-lhe uma missão sublime que abarca todo o povo de Deus, Deus muda o seu nome. Assim, Abrão se tornou Abraão, pai de todos os crentes. Jacó se tornou Israel, pai do povo da antiga aliança. E Simão se tornou CEFAS, autoridade máxima na terra sobre o povo da nova aliança. 

Autoridade máxima? Sim. Jesus confirmou a missão de Pedro de ser o representante de Cristo na terra. Pois além de aplicar-lhe uma figura que simboliza o Cristo, além de ter mudado o seu nome como fez com Abrão e Jacó, Jesus também deu-lhe explicitamente a autoridade que um representante de Deus na terra precisa: Ligar e desligar na terra e nos Céus!

“Eu te darei as chaves do Reino do Céu: Tudo o que ligares na terra será ligado nos Céus, e tudo o que desligares na terra, será desligado nos Céus” (Mt 16,19)

Receber de Deus a autoridade para ligar e desligar na terra, já é uma autoridade estupenda; agora ter recebido de Deus a autoridade para ligar e desligar também nos Céus, isso só é possível e viável para um autêntico representante de Cristo na terra.

Importante observar que ao entregar as “chaves” (que, biblicamente, significa autoridade) a Pedro, novamente Jesus está atribuindo a Pedro um atributo que a Bíblia atribui ao Cristo:
“Eis o que diz o Santo e o Verdadeiro, Aquele que tem a chave de Davi – que abre e ninguém pode fechar, que fecha e ninguém pode abrir” (Apc 3,7)

Nesta passagem, o livro do Apocalipse está fazendo referência a uma passagem de Isaías, a qual certamente também Jesus se referia ao entregar as chaves do Reino dos Céus a Pedro, transferindo a autoridade da antiga aliança para a nova aliança:

“Naquele dia chamarei meu servo Eliacim, filho de Helcias. Irei revesti-lo com a tua túnica e cingi-lo com o teu cinto, e lhe transferirei os teus poderes. Ele será um pai para os habitantes de Jerusalém e para a casa de Judá.

Porei sobre seus ombros a chave da casa de Davi. Se ele abrir, ninguém fechará, se fechar, ninguém abrirá.

Irei fixá-lo como prego em lugar firme, e ele será um trono de honra para a casa de seu pai” (Is 22,19-23)

Portanto, tanto o Apocalipse utiliza esta passagem de Isaías para atribuí-la ao “Santo e Verdadeiro”, ou seja, Jesus, como Jesus também a utiliza para atribuí-la a Pedro. Novamente a mesma figura (as chaves) é atribuída tanto a Jesus, como este a atribui a Pedro. Novamente, portanto, Jesus confirma Pedro como um autêntico representante de Cristo na terra.

Porquê Jesus chama Simão Pedro de pedra?

Para aplicar a Pedro a mesma figura (Pedra) que a Bíblia aplica ao Cristo.

Para mudar seu nome, conforme costume bíblico de mudar o nome daqueles a quem Deus chama a uma missão que abarque todo o povo de Deus.

E Jesus confirma esta sua intenção de entregar o primado a Pedro, dando-lhe a autoridade de ligar e desligar, não só na terra mas também nos Céus, através da figura das “chaves” que a Bíblia aplicou a Jesus, e Jesus a aplicou a Pedro.


Por tudo isso, concluímos que Jesus chamou Simão Pedro de Pedra para declará-lo como o legítimo representante de Cristo na terra. E é sobre este legítimo representante de Cristo  naterra que Jesus afirma que edificará a Sua Igreja (Mt 16,18), ou seja, a Igreja Católica, pois é na Igreja Católica que encontramos o sucessor de Pedro, o Papa, cuja missão, portanto, é ser o representante de Cristo na terra.


Prof. Felipe Aquino
______________________________
A Fé Explicada