terça-feira, 13 de novembro de 2018

Suprema leviandade


O Ministro Luís Roberto Barroso, do STF, afirmou, em defesa do aborto, que “estão em jogo direitos fundamentais da mulher e do feto. A autonomia individual da mulher é um direito fundamental em jogo”. Disse também que "a mulher não é um útero a serviço da sociedade".

É impressionante como um juiz da Suprema Corte da República pode ter uma visão tão míope e um pensamento tão raso e cínico num tema moralmente tão relevante!

Direito fundamental da mulher não tem nada a ver com assassinato de embriões! Para o Excelentíssimo togado, qual o estatuto do embrião? Qual o direito do ser humano no ventre materno? Qual seria o direito do feto?
É preciso que o Supremo cumpra a Constituição e deixe de lado a impostura de querer legislar! Esperamos que a próxima legislatura, na Câmara e no Senado, ponha fim a isto!

O Povo deve sempre recordar que os ministros do Supremo podem sofrer impeachment, quando não são dignos da função ou, exorbitam nas suas atribuições constitucionais. O Povo poderia pressionar o Congresso no sentido de uma limpeza de alguns senhores que se colocam acima da Constituição, dos demais Poderes da República e do Povo brasileiro...

Coisas a serem pensadas!


Dom Henrique Soares da Costa
Bispo de Palmares, PE