sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Tensão no Chile às vésperas da visita do Papa: igrejas incendiadas e ameaças ao Papa!


A Paróquia de Santa Isabel de Hungria, na comunidade de Estacão Central em Santiago do Chile, foi atacada por pessoas desconhecidas no início da sexta-feira, resultando em danos nas janelas e na porta de entrada. Os atacantes, presumivelmente pró-Mapuches, deixaram panfletos ameaçadores para o Papa.

De acordo com a Rádio Bío Bío, um grupo de anti-sistemas pulou a cerca perimetral, para então lançar elementos incendiários na frente do templo.

No cruzamento da rua Las Violetas e Las Catalpas, foram encontrados diferentes panfletos contra as religiões,  juntamente com uma ameaça dirigida ao Papa Francisco, que iniciará sua visita ao país na próxima segunda-feira. A mensagem de um dos panfletos diz o seguinte:

"Nunca nos submeteremos ao domínio que desejam exercer sobre nossos corpos, nossas ideias e ações, porque nascemos livres para decidir o caminho que queremos tomar. Contra todos os religiosos e pregadores. Corpos livres, impuros e selvagens. Nós atacamos com o fogo do combate fazendo explodir sua desagradável moral ». 

E outra diz:

«Liberdade a todos os prisioneiros políticos do mundo! Free Wallmapu ! Autonomia e resistência. Papa Francis, as próximas bombas estarão na sua batina! »

Wallmapu é o nome dado ao território que os Mapuches (povo indígena da região centro-sul do Chile e do sudoeste da Argentina. São conhecidos também como araucanos) historicamente habitavam em graus variados, no Cone Sul da América.

A comunidade de sacerdotes que vive no local tentou imediatamente apagar o incêndio, o qual atingiu a porta principal e algumas janelas. Os vizinhos também ajudaram. 

Além disso, na capela Emmanuel, pertencente à Paróquia dos Santos Apóstolos de Recoleta, algumas pessoas arrancaram a porta e quebraram as janelas com um dispositivo explosivo.

Neste lugar, foram encontradas as mesmas mensagens contra o Papa Francisco e a favor da causa mapuche.

No bairro Peñalolén, a capela Cristo Vencedor, da Paróquia de Jesus Servidor, foi atacada com um extintor e recipientes de plástico, causando danos materiais.

“Foi um ato covarde. Estou chateado, triste, porque é uma comunidade humilde, uma comunidade que se esforça. Pessoas que não são conscientes das consequências dos seus atos”, manifestou o vigário da paróquia, Pe. Marcelo Cabezas.

“Por outro lado, se há atentados, estamos fazendo barulho como católicos”, acrescentou.

Em nenhum dos ataques houve feridos.

Policiais do Chile e a Polícia de Investigações estão nos lugares que foram atacados a fim de compreender se os acontecimentos estão ligados entre si.

O Subsecretário do Interior, Mahmud Aleuy, visitou as igrejas afetadas e anunciou que o governo do Chile apresentará uma queixa contra os responsáveis.

Até agora, a Comissão Nacional Visita Papa Francisco enviou uma mensagem de apoio às comunidades afetadas através do twitter.


“Nosso carinho às três comunidades que foram afetadas durante a madrugada. Condenamos a violência e fazemos um chamado ao respeito e à Paz”, escreveu.
________________________
InfoCatólica