Adsense Teste

sábado, 30 de setembro de 2017

Parlamentares saem em defesa de crianças erotizadas em exposição no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM)


Um desrespeito sem precedentes. Onde estão as feministas, os defensores do Estatuto da Criança e do Adolescente? Uma criança do sexo feminino de aparentes cinco anos conduzida por uma adulta a tocar em um homem nu? Quer dizer que isso é normal e ainda desclassificar e ridicularizar quem se chocou com a cena?

Os cidadãos de bem não podem deixar passar em branco aberrações como esta que tendem a se multiplicarem na tentativa de normatizar práticas doentias e que a maioria da população considera como excrescência. Associação de pais, representantes do povo na política, Igreja e demais setores da sociedade não podem se calar diante de horrores como este protagonizado pelo Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM.

A “performance La Bête” que chocou brasileiros de bem no Museu da Arte Moderna- MAM de São Paulo recebeu o rechaço de alguns parlamentares que saíram em defesa das crianças. Em um vídeo que circula na internet observa-se uma criança de pouco mais de cinco anos sendo conduzida por uma adulta a tocar no corpo nu de um homem, que segundo o museu estaria em uma “performance cultural”.

O deputado Flavinho classificou o ato como “asqueroso e criminoso”. “Mais uma vez estamos chocados com a audácia dos que querem destruir a inocência de nossas crianças. Eles são na verdade animais insanos que estão à solta, disfarçados de ‘artistas’, ‘intelectuais’, ‘cantores’, ‘jornalistas’, ‘médicos globais’ e ‘políticos’”!



"Se um pai e uma mãe, pelas dificuldades impostas pela vida, precisa que seus filhos trabalhem para ajudar no sustento da casa, serão punidos severamente e correrão o risco de perder a guarda dos mesmos. No entanto, um pai e uma mãe esquerdista, progressista, mente aberta, pode expor seus filhos a um atentado violento ao pudor como esse e, pasmem, ainda ser defendido pela grande mídia”, desabafa o parlamentar.

O senador Magno Malta cobrou providências do governador Geral Alckmin e do Ministério Público de São Paulo. Pediu também o cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente- ECA. “Ou só vamos usar o Estatuto para dizer que um homem de dezessete anos que mata é uma criança?”. O vídeo recebeu a condenação do senador.  “É Pedofilia, é crime hediondo e os responsáveis serão convocados pela CPI dos Maus-Tratos”, asseverou.

Políticos conhecidos por defenderem ferrenhamente a aplicação do ECA ainda não se manifestaram sobre o assunto, como os deputados Maria do Rosário, Jean Wyllys, Jandira Feghali e a senadora Gleisi Hoffman. Wylys usou sua página para defender a exposição do Santander Cultural com obras de conteúdo adulto aberto ao público em geral.

O Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM emitiu uma nota através da qual critica quem ficou chocado com o vídeo onde se observa uma criança tocando um homem nu durante a abertura da Mostra Panorama da Arte Brasileira.

O MAM não vê nada demais na cena e dispara uma saraivada de críticas em quem denunciou o conteúdo. “O Museu lamenta as interpretações açodadas e manifestações de ódio e de intimidação à liberdade de expressão que rapidamente se espalharam pelas redes sociais”.
________________________________

O Povo/ Ancoradouro