Adsense Teste

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Facebook explica por que bloqueou dezenas de páginas católicas


Depois do bloqueio de mais de vinte páginas católicas em português, inglês e espanhol, o Facebook lamentou o “incidente” ocasionado por um “mecanismo de detecção de spam na plataforma”.

“As páginas foram restabelecidas. O incidente foi ocasionado acidentalmente por um mecanismo de detecção de spam na plataforma. Pedimos sinceras desculpas pelos inconvenientes que isso possa ter gerado”, manifestou um porta-voz do Facebook ao Grupo ACI.

“Amém” gerou bloqueio de páginas católicas, afirma Facebook a parlamentar

O deputado federal Flavinho do Espírito Santo esclareceu o que houve no episódio do banimento de páginas católicas que reuniam milhões de seguidores pelo Facebook no início desta semana sem qualquer aviso prévio ou explicação plausível. O parlamentar relatou que nesta quarta-feira, dia 19, questionou ao diretor de relacionamentos do Facebook Brasil o porquê desta exclusão.

A explicação técnica dada pela rede social é que foi um erro de uma ferramenta de spam do Facebook. “Essa ferramenta detectou nestas páginas bloqueadas uma palavra que gerou a confusão. A palavra foi o amém”, disse o parlamentar citando a explicação do diretor da rede social.

Então teria sido o “uso excessivo” desse termo em pouco espaço de tempo que gerou a exclusão. “A ferramenta que é robotizada  detectou esse termo como excessivo e derrubou as páginas”.  O deputado asseverou que o diretor do Facebook entendeu o episódio,de fato, como um erro.  Ainda segundo ele não foi perseguição religiosa mas erro técnico. Segundo o diretor eles estão trabalhando para que isto não aconteça. Flavinho afirmou que acompanhará os desdobramentos do caso.


Entre a noite de 17 de julho e a madrugada de 18 de julho, ao menos 21 páginas católicas em português, 4 em inglês e várias outras em espanhol foram bloqueadas pela rede social, que somou recentemente 2 bilhões de usuários.

Os administradores das páginas afetadas, que somavam entre centenas de milhares e 6 milhões de seguidores, não receberam uma explicação clara do motivo do bloqueio e suas apelações não foram respondidas pelo Facebook.

Na noite de 18 de julho, ainda sem explicação, as páginas afetadas foram restabelecidas.
_________________________
ACI Digital/ Ancoradouro