Adsense Teste

sábado, 1 de julho de 2017

Desequilibrado destrói monumento aos Dez Mandamentos


Um homem de 32 anos chamado Michael Tate Reed, gritou "Liberdade!" quando destruiu com o seu carro uma estátua dos 10 Mandamentos colocados fora do Capitólio do estado de Arkansas no início da manhã do dia 28 de junho.

O monumento de propriedade privada, foi resultado de intenso debate durante vários anos sobre a sua constitucionalidade, tinha apenas 24 horas.

Reed transmitiu o vídeo ao vivo em seu Facebook pessoal, onde também se auto-identifica como um cristão nascido de novo e "Pentecostal Jesus Freak."


O agressor foi preso em flagrante por um policial e está detido no centro de detenção do Condado de Pulaski, acusado de destruir um objeto de interesse público, delinquência criminosa e dano criminal de primeiro grau, disseram as autoridades.

Segunda ofensa contra um monumento aos Dez Mandamentos

As autoridades de Oklahoma confirmaram à The Associated Press que Reed é o mesmo homem que foi preso em outubro de 2014 por destruir o monumento dos Dez Mandamentos de Oklahoma no Capitólio do estado com seu carro.

Naquele tempo, Reed foi identificado como um satanista e disse que Satanás lhe tinha dito para destruir o monumento. Ele foi acusado de destruição de propriedade do Estado, exposição indecente, declarações ameaçadoras, condução imprudente e por operar um veículo com uma licença revogada em 2014.

Em 2015, Reed escreveu em um jornal local de Oklahoma um pedido de desculpas pelo ato realizado, dizendo que estava arrependido e que ele tinha sofrido um episódio psicótico que o levou a destruir o monumento.

O Governador de Arkansas, Asa Hutchinson, twittou que "recorrer à destruição de uma propriedade nunca é a resposta a um desacordo político".

A União Americana de Liberdades Civis havia se oposto à construção do monumento de Arkansas, assim como outros 10 monumentos sobre os Dez Mandamentos nas capitais de todos os Estados Unidos. Sua construção foi também rejeitada pela Sociedade de Livres Pensadores e o Templo Satânico.

Após a destruição do monumento de Arkansas, a ACLU disse que "condena fortemente qualquer ato ilegal de destruição ou vandalismo."

"A ACLU continua empenhada a ver este monumento inconstitucional derrubado pelos tribunais e eliminado com segurança por meios legais", disse a diretora-executiva da ACLU de Arkansas, Rita Sklar.

Os monumentos dos 10 mandamentos têm atraído a controvérsia no passado. Em 2005, a Suprema Corte dos Estados Unidos determinou que um monumento dos 10 Mandamentos no Texas era constitucional, e de outros tribunais federais foram divididos em outros monumentos deste tipo.

Rapert disse na quarta-feira durante uma conferência de imprensa ao vivo no Facebook que tinha a intenção de reconstruir o monumento de Arkansas.
__________________________
InfoCatólica