Adsense Teste

terça-feira, 13 de junho de 2017

Superior Geral dos Arautos do Evangelho renuncia


O fundador e Superior Geral dos Arautos do Evangelho, Mons. João Scognamiglio Clá Dias, renunciou ao seu cargo no último dia 2 de junho.

A informação foi divulgada por Gaudium Press na segunda-feira, em uma nota intitulada “Destinado a mais alta missão”, na qual assinala que Mons. Clá Dias renunciou aos cargos de Superior Geral da Sociedade Clerical de Vida Apostólica Virgo Flos Carmeli e de Presidente Geral da Associação Privada de fiéis Arautos do Evangelho.

Na carta, o sacerdote brasileiro afirma: “Considerando meus setenta e sete anos, sessenta deles de labor e sofrimento ao serviço da Santa Igreja Católica, tendo em vista claramente toda a envergadura e prodigioso crescimento desta Obra, nascida de minhas mãos, e sabendo que diante de Deus o ser é muito mais do que o fazer; depois de muito rezar, pareceu-me mais justo aos olhos de Deus e de Maria Santíssima renunciar a meu cargo de Superior Geral, a fim de que um filho meu, sob a ação do Espírito Santo, possa conduzir essa Obra àquela perfeição desejada por Nossa Senhora, tal como Ela imprimiu na alma do Fundador”.

“Ao deixar este encargo, não posso – nem desejaria – diante de Deus, renunciar à minha missão de pai. Faço à Trindade Santíssima, por meio de minha Senhora e Mãe, a Virgem Maria, o firme propósito de continuar a interceder junto a Deus, com minhas súplicas e preces, por meus filhos e filhas”, prossegue Mons. Clá Dias em sua carta.

“Continuarei à disposição de todos e cada um, por saber-me constituído por Deus como modelo e guardião vivo desse carisma, confiado a mim pelo Espírito Santo”, afirma.

Para concluir, o até agora Superior Geral roga a Deus “que continuem rezando por mim e por esta Obra, a fim de que todo o projeto de Deus a nosso respeito atinja todo o esplendor, para sua glória e da Santa Igreja, a fim de que seja instaurada na terra a plena união com o Céus, o Reino de Maria Santíssima”.

Mons. João Scognamiglio Clá Dias nasceu em 15 de agosto de 1939 em São Paulo (SP). Foi ordenado sacerdote em junho de 2005, junto com outros 14 membros dos Arautos .

Fundou os Arautos do Evangelho após a divisão da associação Tradição, Família e Propriedade (TFP), fundada no Brasil na década de 1950 por Plínio Corrêa de Oliveira.

Os Arautos do Evangelho foram reconhecidos pelo Pontifício Conselho para os Leigos em 22 de fevereiro de 2001 como Associação Privada de Fiéis de direito pontifício e estão presentes em mais de 70 países atualmente.
___________________________
ACI Digital