Adsense Teste

sábado, 17 de junho de 2017

Brasil rejeita série que destaca protagonismo de príncipe dos demônios


Primeiro foi um longa produzido pela Globo Filmes, chamado ‘A Comédia Divina” a exaltar Satanás que vem à terra para melhorar sua comunicação com os humanos. Segundo a sinopse, o Diabo funda uma Igreja, “onde tudo o que é proibido passa a ser permitido”.

A película exalta tudo que  é desequilíbrio, pois , “o ser humano é estimulado a liberar seus instintos primais e realizar suas fantasias reprimidas”.  Gula deixa de ser pecado e a inveja é colocada como meio de motivação. Na trama, quem se preocupa com a Igreja de Satanás é rotulado de “carola”.

Deus será apresentado como alguém que não se importa com a vinda de Satanás e a destruição da pessoa humana. Não passa de um ser egoísta, segundo o roteiro diabólico. “Deus, de quem se espera uma reação espetacular, não se importa com a queda de preferência. Pelo contrário, só pensa em seus joguinhos de azar para driblar o tédio celestial”. 

A ideia do filme se transformou em série. Para a televisão foi com o nome de ‘Vade retro” exibido pela TV Globo semanalmente. A história tem como protagonista “Abel Zebu” nome que faz referência a um dos piores demônios segundo a tradição cristã. Em tom de humor para não assustar tanto o telespectador procurou-se popularizar as figuras mais sombrias relacionadas às trevas, ao pecado e ao mal.

O telespectador parece não ter aprovado a investida. O filme passou despercebido nas bilheterias e a série amarga derrotas semanais na audiência para o humorístico ‘A Praça é Nossa” do SBT, que chegou a abrir 2,8 pontos de diferença nesta segunda-feira, dia 12, no Rio de Janeiro de acordo com o site Teleguiado.
______________________________
Ancoradouro