Adsense Teste

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Bispo americano: "Casais" do mesmo sexo não podem receber Comunhão nem ter ritos fúnebres.


O Bispo de Springfield (EUA), Mons. Thomas Paprocki, emitiu um decreto no qual explica que as pessoas envolvidas em relações com pessoas do mesmo sexo não podem receber a Sagrada Comunhão nem sequer têm direito aos ritos fúnebres católicos, a não ser que tenham dado sinais de arrependimento antes da morte.

Sendo um pecado grave e público, o Bispo limitou-se a explicar a doutrina da Igreja em relação a esta matéria e a esclarecer os seus sacerdotes e os seus fiéis de como devem agir nestes casos. O decreto explica ainda que as pessoas que se encontram nesse tipo de relações não podem ser padrinhos de Baptismo nem de Crisma, nem sequer ser leitores ou ministros na Liturgia.

As crianças que vivem com pessoas nessa situação poderão receber os sacramentos desde que existam garantias que estão preparadas e que serão sempre educadas na Fé católica.  

Os sacerdotes estão proibidos de participar ou abençoar "casamentos" entre pessoas do mesmo sexo, e nenhum destes "casamentos" poderá ocorrer em edifícios da diocese.


Mons. Paprocki explica ainda que todas as pessoas devem ser respeitadas e que será justamente punido quem violar as disposições deste decreto que está disponível, em inglês, AQUI.