Adsense Teste

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Subsídios doutrinais sobre Exorcismos e Filosofia são preparados pela CNBB


A CNBB, por meio de sua Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé, lançará durante a 55ª Assembleia Geral da CNBB, entre os dias 26 e 5 de maio, em Aparecida, São Paulo, dois subsídios doutrinais.

Um desses documentos a serem apresentados na reunião intitula-se "Exorcismos: Reflexões teológicas e orientações pastorais". Já o outro abordará o ensino de Filosofia na Formação Presbiteral.

Todo o material foi elaborado pelos bispos e padres membros da comissão com o apoio do Grupo Interdisciplinar de Peritos (GIP), órgão de assessoria teológica para auxiliar a comissão no cumprimento de sua missão e atribuições.

De acordo com o bispo da Diocese paulista de Santo André e presidente da Comissão para a Doutrina da Fé da CNBB, Dom Pedro Carlos Cipollini, o primeiro subsídio oferecerá uma reflexão sobre exorcismos, rituais de cura e libertação que vem preocupando muitos bispos, que inclusive, solicitaram que a comissão tratasse do assunto.

"Nós vemos que surge nesse momento de crise uma situação onde as pessoas se desesperam, inclusive, agravam-se as preocupações, a falta de sentido da vida, a droga, são tantas crises acumuladas, inclusive, aumento de suicídio no meio de jovens. E no meio de tudo isso, nós vemos desespero e a apelação, por exemplo, a questão de exorcismos não só na Igreja Católica, mas também fora, em muitas outras denominações religiosas. Por isso, nós vamos oferecer uma reflexão sobre o tema", declarou o bispo.

Ainda conforme Dom Cipollini, "existe exagero quando as pessoas estão desesperadas em todos os sentidos. Então, é evidente que existem exageros, inclusive, existe a tendência de imitar outras denominações religiosas no que tange a essa questão de exorcismo para atrair fieis, às vezes, para satisfazer uma demanda, de forma que o estudo trata de tudo isto". 

O subsídio doutrinal traz sete capítulos que vão tratar, entre eles, do diabo e demônios na Sagrada Escritura, Jesus exorcista, o maligno segundo a tradição cristã e ensinamentos do Magistério recente. No último capítulo, o material mostrará uma reflexão e sugestões práticas diante dessa realidade.

Por sua vez, o documento sobre o ensino de Filosofia na Formação Presbiteral é propositalmente sintético, convidando a refletir sobre a importância do tema de que trata e de sua articulação com o conjunto da formação de quem se prepara para o ministério sacerdotal. (LMI)
______________________________

Gaudium Press / CNBB