Adsense Teste

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Vídeo mostra pastora quebrando imagem de Nossa Senhora em SP


Um vídeo feito por membros de uma igreja evangélica de Botucatu (SP) e postado no Facebook nesta quarta-feira mostra uma mulher, apontada como pastora, quebrando uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil. Enquanto a mulher, ajoelhada na grama, destrói o objeto com um martelo, outras pessoas que acompanham o ritual a céu aberto fazem orações.

“Quebra toda obra contrária. Teu nome seja glorificado, Senhor, Aleluia Jesus, abençoa Senhor meu Pai. Essa obra feita pelas mãos do inimigo, Senhor, agora está sendo quebrada, Senhor meu Deus e meu Pai, em nome de Jesus”, prega um dos homens no local.

“Nós não aceita (sic.) outro Deus a não ser o Senhor”, diz outra mulher.


Após a repercussão negativa o vídeo foi retirado do Facebook, porém diversas pessoas já tinham realizado o download das imagens e não demorou para o vídeo retornar para a web e receber diversas críticas.

Católicos indignados marcaram um encontro em frente da casa da suposta pastora para um momento de oração. Outros afirmaram que denunciariam os envolvidos pelo crime de Intolerância Religiosa.

Por meio de nota, o Conselho de Pastores da Cidade de Botucatu afirma que “não esteve envolvido e nem apoia nem uma prática de intolerância religiosa. Fazendo dessa nota um pedido de perdão aos nossos irmãos e amigos católicos que se sentiram ofendidos com o vídeo de uma prática isolada que está circulando nas redes sociais”. 

Abaixo, leia a íntegra da nota oficial:

“Venho por meio desta nota afirmar que o CONSELHO DE PASTORES DA CIDADE DE BOTUCATU não esteve envolvido e nem apoia nem uma prática de intolerância religiosa. Fazendo dessa nota um pedido de perdão aos nossos irmãos e amigos católicos que se sentiram ofendidos com o vídeo de uma prática isolada que está circulando nas redes sociais. Seguimos em pregar as boas novas de Jesus Cristo o Salvador de acordo com as sagradas escrituras preservado acima de tudo o amor é respeitado ao próximo. Sem mais, Missionário Paulo Cruz, Secretário do Conselho de Pastores de Botucatu”.

A Arquidiocese de Botucatu foi procurada pelo Agência14News para comentar o assunto.

O padre Emerson Rogério Anizi disse que assistiu ao vídeo e ficou surpreso com a atitude mostrada no mesmo, "pois sempre tivemos um relacionamento tranquilo com as denominações evangélicas de nossa cidade e certamente este ato foi isolado manifestando uma ignorância teológica e doutrinal inclusive, além da falta de respeito".

Ele, o padre, completa: "Nosso diálogo sempre foi tranquilo, inclusive temos uma semana por ano, denominada semana da Unidade entre os cristãos, onde celebramos juntos e buscamos pontos comuns para que possamos manter o bom relacionamento. Além do fato que nós católicos não adoramos "imagens", mas sim veneramos a vida testemunhada de tal pessoa, que na sua humanidade soube praticar o desafio do amor e com o exemplo deste ser humano nos torna visível a possibilidade também de nos esforçarmos para vivenciar o desafio cristão; por isso adorar somente a Deus...os santos veneramos e admiramos o testemunho de vida de cada um".
_____________________________________
Fide Press / Leia Notícias / Agência14 News