Adsense Teste

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Iraque: Mais de cem locais de culto danificados ou destruídos pelo Daesh

Igreja São João Batista, em Qaraqosh, também conhecida como Hamdaniya, a cerca de 30 km de Mosul - AFP

São ao menos cem os locais de culto vandalizados ou totalmente destruídos nos territórios de Mossul e da Província do Nínive a partir de junho de 2014, quando os jihadistas do Estado Islâmico (Daesh) impuseram seu domínio na região.

A informação é do porta-voz do Ministério para os Assuntos Religiosos da Região Autônoma do Curdistão, Mariwan Naqshbandi. Ele antecipou o conteúdo de uma relatório a ser publicado em breve por uma Comissão que investiga os crimes cometidos pelos milicianos do Daesh em Mosul e na Planície do Nínive, no período em que mantiveram o controle daquela hora. 

O documento – sublinha o porta-voz curdo – revela como a maior parte dos locais de culto destruídos ou danificados são igrejas cristãs, juntamente com um certo de número de templos yazidis ou pertencentes à outras minorias religiosas.

A Comissão sobre os crimes do Daesh – acrescentou Mariwan Naqshbandi – baseia-se na coleta de informações entre as tropas curdas Peshmerga, que contribuem para a libertação da região do Estado Islâmico.

A Comissão também investiga as violências sofridas por mulheres – sobretudo yazidis -  durante a ocupação, colhendo relatos e ouvindo testemunhos.
____________________________

Rádio Vaticano