domingo, 4 de dezembro de 2016

Uma voz clama no deserto


Uma voz clama no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai as veredas do nosso Deus. Declara abertamente o profeta Isaías que não é em Jerusalém, mas no deserto, que se há de realizar esta profecia, isto é, a manifestação da glória do Senhor e o anúncio da salvação para toda a humanidade. 

E tudo isto se cumpriu historicamente e à letra, quando João Baptista pregou o advento salvador de Deus no deserto do Jordão, onde se manifestou a salvação de Deus. De fato, Cristo manifestou-Se e a sua glória apareceu claramente a todos, quando, depois do seu batismo, se abriram os céus e o Espírito Santo, descendo em forma de pomba, repousou sobre Ele, enquanto se ouvia a voz do Pai que dava testemunho de seu Filho: Este é meu Filho muito amado: escutai-O. 

Tudo isto se dizia, porque Deus havia de vir ao deserto, intransitável e inacessível desde sempre, que era a humanidade. Com efeito, todo o gênero humano era um deserto totalmente fechado ao conhecimento de Deus, e nele não podiam entrar os justos de Deus e os Profetas. 

É por isso que aquela voz manda abrir o caminho para o Verbo de Deus e aplanar seus obstáculos e asperezas, a fim de que o nosso Deus possa entrar quando vier. Preparai o caminho do Senhor. É esta a pregação evangélica e a nova consolação, que quer fazer chegar ao conhecimento de todos os homens a salvação de Deus. 

Sobe ao vértice do monte elevado, tu que anuncias a boa nova a Sião. Ergue vigorosamente a tua voz, tu que anuncias a boa nova a Jerusalém. Estas expressões dos Profetas conciliam- se muito bem com as palavras anteriormente referidas à missão dos Evangelistas; depois de se ter falado da voz que clama no deserto, faz-se alusão aos imediatos anunciadores do advento de Deus aos homens. A profecia de João Batista segue coerentemente a menção dos Evangelistas. 

Qual é esta Sião, senão a que antes foi chamada Jerusalém? Também aquela era um monte, como afirma a Escritura quando diz: O monte Sião onde habitais. Diz também o Apóstolo: Aproximastes-vos do monte Sião. Não será acaso uma alusão ao coro dos Apóstolos, escolhido dentre o primitivo povo da circuncisão? 

É esta Sião e Jerusalém que recebeu a salvação de Deus e que foi edificada sobre o monte de Deus, isto é, sobre o Unigênito Verbo do Pai. É a esta que Deus manda subir ao alto do monte para anunciar a palavra da salvação. Quem é que leva a Boa Nova senão o coro dos Apóstolos, que proclamam o Evangelho? Que significa levar a Boa Nova? Pregar a todos os homens, e em primeiro lugar às cidades de Judá, a vinda de Cristo à terra.


Dos Comentários de Eusébio de Cesareia, bispo, sobre o profeta Isaías

(Cap. 40: PG 24, 366-367) (Sec. IV)