Adsense Teste

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

“Um dia vamos agradecer à Igreja pela sua posição contra o aborto”, diz comentarista da Fox News, ao vivo


O comentarista político Charles Krauthammer fez uma declaração nada comum na televisão hoje em dia. Ao vivo no canal norte-americano Fox News, ele declarou que um dia “todos nós vamos agradecer à Igreja católica pela sua posição firme contra o aborto”.

O tema do comentário era a recente decisão do Papa Francisco de estender a todos os sacerdotes católicos a autorização para perdoar o pecado do aborto nas confissões sacramentais. Até então, a autorização precisava ser concedida a cada sacerdote pelo seu respectivo bispo. Krauthammer comentou:

Eu acho que ele fez algo maravilhoso. Tudo que o Papa está fazendo é estender essa delegação de poderes um pouco mais para baixo, como um jeito de tornar [o perdão desse pecado] mais acessível. Eu acho que isso é realmente um ato de misericórdia e mostra que não existe um ‘desejo de vingança’ da Igreja”.

E prosseguiu:

Mesmo assim, a situação continua inalterada. Eles [a Igreja] são absolutamente comprometidos com a ideia de que isto [o aborto] é uma coisa terrível e que não deve ser feito. E eu acho que, daqui a alguns anos ou décadas, as pessoas vão olhar para trás, a respeito desta questão, e vão agradecer à Igreja católica pela sua posição, que é hoje muito impopular, diante dessa onda de legalização do aborto e dessa tentativa de torná-lo tão comum quanto uma operação de apêndice. A Igreja foi a única instituição que não recuou, apesar de ser ridicularizada, apesar das zombarias e dos ataques que sofreu. Eu acho que, no fim, o nosso país vai chegar em algum ponto que não queríamos. E nós vamos agradecer à Igreja por ter reduzido os danos e impedido uma espécie de legalização radical, de recurso generalizado e radical ao aborto”.

Estão em falta, no mundo inteiro, profissionais expostos à mídia que tenham a coragem de apresentar ao público o outro lado dessa onda manipulada e forçada de expansão do aborto, disfarçada de “defesa dos direitos da mulher” – enquanto sobram “jornalistas” e “especialistas” que, por trás das suas afirmações panfletárias, fantasiadas de “ciência”, são meros ativistas de causas extremamente rentáveis para a vasta indústria da morte – mas incalculavelmente custosas para a humanidade.


Confira em vídeo o comentário de Charles Krauthammer na Fox News, em inglês:


___________________________
Aleteia