Adsense Teste

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Um certo Rei de um certo Reino...


Sobre o Reino de Cristo...

Seu Reino é o mesmo Reino do Pai. É no Filho amado que o Reino se manifesta, porque no Filho, no Seu modo de ser e viver o Pai Se manifestou plenamente! Quem vê Jesus, vê o Pai reinando. Assim, dizer Reino de Deus e Reino de Cristo é quase a mesma coisa. Com uma diferença, apenas: o Reino de Deus se manifesta plenamente em Cristo quando da Sua ressurreição e será consumado no final dos tempos, quando Cristo cristificar em glória todas as coisas e tudo entregar ao Pai, para que Deus, o Pai, seja tudo em todos.

Quanto ao Reino de Cristo, ele é como a semente semeada no chão do mundo, mais precisamente, no chão do seu coração: pode cair na beira do caminho e ser levado pelos pássaros da sua distração, do seu pouco caso... E aí, então, esse Reino bendito será levado da sua vida... Você perderá o Reino... Pode também cair num coração superficial, como a semente caída na terra rasa: neste caso, cresce logo, em tantos entusiasmos de doação, amém e aleluia... Mas, é um reinozinho de momento: logo cresce, logo seca... Também, esse Reino, pode cair num coração preocupado com mil coisas, sobretudo consigo mesmo: pobre Reino: crescerá e logo será sufocado! Pobre você, que matou o Reino... Finalmente – tomara! –, pode num terreno fecundo de um coração bom! Aí vem o fruto: trinta, sessenta, cem por um! O Reino frutificou porque entrou em você! Feliz de você: se o Reino de Cristo entrou em você, você entrou no Reino de Cristo aqui e por toda a eternidade!

O Reino de Cristo parece tão fraco, tão sufocado como o trigo plantado por ele, perdido no meio do joio deste mundo... Desanime não! Descreia não! Duvide não! Um dia – naquele Dia – esse joio vai ser juntado e jogado fora, queimado, eliminado para sempre! Só o trigo, fruto da boa semente caída e frutifica no bom coração, permanecerá por toda a eternidade! Espere, confie! Você vai ver! É assim o Reino do Cristo: presente, potente, mas só no fim aparecerá sem ambiguidade alguma! – Que venha o Teu Reino Senhor Jesus! Que se manifeste logo com toda a clareza! Passe este mundo e venha a Tua graça! 

O Reino de Cristo? Parece de nada, parece insignificante, parece tão pequenininho como um grão de mostarda! Mas, não se iluda: ele está presente no mundo: foi plantado naquela cruz, naquele sepulcro e começou a brotar naquela madrugada de domingo. Esse Reino vai crescendo, crescendo, não por minha força, não por sua força, pela força do próprio Espírito do Senhor... Crescendo, crescendo... E um dia será como uma ramagem tão frondosa que as aves todas, a humanidade inteira poderá abrigar-se nos seus ramos! Nós todos haveremos de ver! É esperar, é desejar, é caminhar para este Dia bendito! Mas, tenha paciência, que a mostarda não cresce de vez, não se desenvolve de um dia para a noite! Paciência e certeza! O nome disto é esperança! Afinal, Quem prometeu é fiel!

Já viu alguém colocando um tiquinho de fermento na massa? Pois assim é o Reinado de Cristo! Pouquinho... Mas, penetra, impregna esse mundo massificado, esse mundo cão! Ninguém pode contar, ninguém pode calcular, ninguém pode dizer “ei-lo aqui, ei-lo ali!”... Mas, está presente, atuante, potente, levedando a massa deste mundo! Preste atenção! Tenha cuidado: “O Reino de Deus trazido por Cristo já está no meio de nós e age na potência do Espírito! É o Espírito a presença, é o Espírito a energia, é o Espírito a potência, é o Espírito o fermento! Dizer: Reino de Cristo presente é o mesmo que dizer Espírito de Cristo atuando! Dizer “venha o Teu Reino” é dizer “venha o Teu Espírito”!

Cristo reinando no seu coração é o tesouro da sua vida, é o tesouro escondido até que você tome consciência Dele e para Ele se abra sem medo nem reservas. Até quando você demorará a descobrir, a experimentar que Ele é a pérola de grande valor, a mais bela de todas, daquelas de encher a vista e encantar o coração? Quem deixa o Senhor Jesus reinar na sua vida, encontra o tesouro escondido, compra a pérola mais valiosa de todas! Não tenha dúvida!

Ah, mas que demora, demora! Há dois mil anos esperamos! E o mundo vai de mal a pior, vai se paganizando; parece até uma nau sem rumo, um mundo sem Deus, casa sem dono, reino sem rei! E a Igreja? É cada tipo de cristão, é cada figura, cada escândalo! Não se iluda não! O Reino de Cristo é como rede jogada no mar: pega todo tipo de peixe: vem de tudo! Mas, a rede está sendo puxada! Pouco a pouco Alguém vai puxando a rede do mundo, da Igreja. Um Dia – Dia bendito, Dia santo, Dia sem fim! – essa rede chegará à praia do mar da vida. E então, os peixes bons serão recolhidos nos cestos do Coração do Rei... E – você verá! – o peixe ruim será jogado fora... Se você compreender estas coisas, será feliz! Cristo, o Rei, garante!


Dom Henrique Soares da Costa

Bispo de Palmares, PE