Adsense Teste

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Veja o quarto que o Papa Francisco havia escolhido para seus últimos anos de vida


O Papa Francisco nasceu e foi criado em uma casa no bairro de Flores em Buenos Aires e em seus últimos anos de Arcebispo decidiu passar seus últimos anos em um lar para sacerdotes idosos localizado nesta região.

O bairro de Flores é caracterizado por casas baixas e antigas junto com edifícios modernos e grande movimento comercial. Jorge Mario Bergoglio viveu neste lugar até ingressar no seminário quando tinha 21 anos.

Há poucos dias, o sacerdote argentino Fabián Báez publicou em seu Twitter a foto do quarto que o Cardeal Bergoglio havia escolhido.


Pouco antes de completar 75 anos em 17 de dezembro de 2011, o Cardeal decidiu que, quando o Papa Bento XVI aceitasse sua renúncia ao cargo de Arcebispo de Buenos Aires por limite de idade, viveria sua aposentadoria no Lar Sacerdotal de Buenos Aires Mons. Mariano A. Espinosa Flores.

Ele escolheu o quarto nº 13, sóbrio, pequeno e essencial. Quando foi vigário de Flores, viveu neste lugar por mais de cinco anos. Tudo mudou em março de 2013 com a sua eleição pontifícia. O Papa Bento XVI não aceitou sua renúncia como Arcebispo quando ele tinha 75 anos, por isso nunca se concretizou a aposentadoria e não pôde se mudar para o lar.

Segundo uma reportagem do jornal ‘La Gaceta de Tucumán’, o então Arcebispo Bergoglio havia pedido que lhe fosse reservado um quarto no piso térreo do lar, que tem as religiosas do Bom e Perpétuo Socorro a cargo dos padres aposentados que vivem na casa, juntamente aos doentes ou temporariamente impedidos de exercer seu ministério.

Em seus anos como Arcebispo, o Cardeal Bergoglio visitava o lar todos os domingos de Páscoa e no Natal. Ele “vinha por volta das 10h e começava a percorrer um a um os quartos dos sacerdotes enfermos. Escutava-os, brincava com eles… foi muito afetuoso. Depois, por volta das 11h45, sentava-se para conversar conosco”, disse a ‘La Gaceta’ a Irmã Maria Lucia Fassono.

Atualmente, o quarto, que foi recentemente restaurado, não tem um inquilino fixo e, às vezes, é colocado à disposição do atual Arcebispo de Buenos Aires, Cardeal Mario Aurelio Poli.
___________________________________________
ACI Digital / Aleteia