Adsense Teste

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Urgente: CATÓLICO, VOTE A FAVOR da Escola sem Partido!


Vergonhosamente, o projeto de lei "Escola sem Partido" –, que está em tramitação no Senado e que prevê o fim da doutrinação ideológica em nossas escolas, deixando claro que o direito sobre a educação moral dos filhos pertence aos pais, está sofrendo votação popular contrária na página do Senado(!). Importa dizer que este absurdo está acontecendo num país que se declara majoritariamente "cristão". Quem é que pode ser contra um projeto que visa frear, simplesmente, a doutrinação esquerdista de nossas crianças – de teor ateísta, materialista e anticristão, de apologia ao homossexualismo e à negação de todos os valores que construíram a nossa civilização –, e se manifestar a favor desse estado de coisas?

 
Evidentemente, são sindicatos, membros de ONGs financiados e partidos políticos trabalhando para juntos convencer os seus adeptos a participarem da votação. Fiéis católicos, reajam! Entremos todos na página de votação acessando o link abaixo, e votemos a favor do programa "Escola sem Partido" (é necessário um cadastro que demora menos que um minuto – lembremo-nos que os adversários da Igreja não têm preguiça e estão votando maciçamente). Vamos mostrar que existimos, somos maioria e exigimos que nossos governantes, cujos salários pagamos, cumpram a nossa vontade soberana:


SAIBA MAIS:

Está em tramitação no Senado um projeto de lei que tem fundamental importância para a fé cristã, o qual dispõe sobre a inclusão, entre as diretrizes e bases da educação nacional, o "Programa Escola sem Partido" – nos vídeos acima, deputados comentam o assunto.

Falando de modo resumido, importa dizer que a aprovação deste projeto é de extrema importância para toda a família católica, principalmente porque propõe, no seu Art. 4º que "As escolas confessionais e também as particulares cujas práticas educativas sejam orientadas por concepções, princípios e valores morais, religiosos ou ideológicos, deverão obter dos pais ou responsáveis pelos estudantes, no ato da matrícula, autorização expressa para a veiculação de conteúdos identificados com os referidos princípios, valores e concepções" e no seu art. 5º § I "não se aproveitará da audiência cativa dos alunos, para promover os seus próprios interesses, opiniões, concepções ou preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias", bem como faz as escolas e universidades a divulgar que "é direito dos pais que seus filhos recebam a educação religiosa e moral que esteja de acordo com as suas próprias convicções", art. 5º § V.

ONGS, sindicatos e partidos políticos estão lutando contra o referido projeto e precisamos muito do apoio de toda a família católica neste momento. Caríssimo leitor, acesse o link abaixo para a consulta pública na página do Senado e, se possível, vote a favor do programa (para votar é necessário um rápido cadastro, mas os adversários da Igreja não têm preguiça e estão votando maciçamente). Vamos mostrar que existimos, somos maioria e exigimos que nossos governantes, cujos salários pagamos, cumpram a nossa vontade soberana:

___________________________________
O Fiel Católico