Adsense Teste

quarta-feira, 18 de maio de 2016

“Venham à JMJ, não tenham medo!”, diz arcebispo de Cracóvia aos jovens.

 
O Arcebispo de Cracóvia (Polônia), que foi secretário pessoal de São João Paulo II, Cardeal Stanislaw Dziwisz, exortou os jovens a não ter medo de participar da próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ) a ser realizada nessa cidade entre os dias 26 e 31 de julho.

Em um encontro com jornalistas realizado na semana passada em Cracóvia e organizado pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa, o Cardeal ressaltou que “todos estão verdadeiramente convidados, venham a Cracóvia, esperamos vocês, não tenham medo!”.

Ante o temor de algumas pessoas com relação a que o Estado Islâmico realize um atentado neste evento semelhante aos de Bruxelas (Bélgica) e Paris (França), o Cardeal Dziwisz explicou que “a situação na Europa é delicada, mas nosso país, Polônia, é tranquilo”.

“Não há perigo, o serviço de segurança está fazendo de tudo para certificar-se de que não haja problemas. Digo claramente aos jovens que não tenham medo”, destacou o Arcebispo.

Com relação ao tema dos migrantes, o Cardeal disse que a Polônia é “um país aberto, mas com prudência e responsabilidade. Responsabilidade porque, para acolhê-los não basta abrir a porta, é necessário garantir a vida, oferecer educação e trabalho”.

“Somos abertos porque estamos acostumados a fugir devido aos acontecimentos de nossa história. O Ocidente está criando muros e barreiras para não receber os refugiados. Na Polônia, nós ainda não os construímos e esperamos que nunca tenhamos que fazê-lo”, prosseguiu.

O Arcebispo de Cracóvia sublinhou que a Jornada Mundial da Juventude “será uma festa da fé, não uma simples diversão. O tema sempre é Jesus Cristo e precisamos aprender aprofundar, rezar, estar juntos e nos alegrar por ser cristãos junto ao Papa”.

Deste modo, recordou que, ao ter um santuário dedicado à Divina Misericórdia em Cracóvia, “esperamos que os jovens que estiverem presentes encontrem uma paz pessoal e que levem esta mensagem ao mundo”.

Acerca dos participantes, o Cardeal polonês disse que há jovens inscritos provenientes de 182 países diferentes, por isso a JMJ “será um evento fantástico, a nível mundial. Os jovens querem encontrar-se e encontrar o Papa Francisco”, indicou.

O Cardeal comentou que um motivo importante que anima os jovens a participar da JMJ em Cracóvia é “porque querem conhecer melhor São João Paulo II”, onde “sua memória ainda permanece”.
_______________________________________
ACI Digital