Adsense Teste

domingo, 15 de maio de 2016

TAU: história, símbolo e uso.


O a “T” é a última letra do alfabeto hebraico e a décima nona do alfabeto grego. No livro do profeta Ezequiel (9,4), é signo bíblico, marca que os justos carregavam na testa, para protestar contra as abominações e idolatrias em Jerusalém. No livro do Apocalipse (7,2-3; 9,4), o Tau é apresentado como sinal de redenção e libertação do extermínio.

O Papa Inocêncio III dá o significado do TAU, pela semelhança com a cruz, como pertença e sinal da verdadeira fé em Jesus Cristo Crucificado.

São Francisco, devotíssimo da Santa Cruz, adotou o TAU, e o recomendava por palavras e por escrito de próprio punho nas cartas que enviava (LM IV 9). São Francisco usava constantemente o TAU como forma de bênção.

Frei Pacífico viu na fronte de Francisco um grande Tau a iluminar-lhe o rosto. No Sacro Convento de Assis (Itália) conserva-se um Tau desenhado por São Francisco na bênção que escreveu a Frei Leão. Na Capela da Madalena, em Fonte Colombo, Rieti (Itália), existe um Tau atribuído a São Francisco pela tradição. 


Ao TAU atribui-se a certeza da Salvação, sinal de Esperança, símbolo de conversão permanente e despojamento – fazer-se pobre. O TAU contém ainda signo de Penitência, dos filhos de Deus, exigência de uma missão, e marcados que respondem SIM ao chamado de Deus para criar uma sociedade nova, com seus fundamentos no amor, na paz e no bem.