domingo, 15 de maio de 2016

Santa Dionísia


Aos 16 anos, Dionísia já tinha uma cabeça madura e o coração incendiado pela profunda fé em Cristo. Acompanhou na prisão os irmãos Paulo e André e a história de Nicômaco. Este último, estando preso, negou sua fé para poder ser libertado. Mas ao ser libertado, arrependeu-se, porém morreu repentinamente. Santa Dionísia então exclamou: “Infeliz , se tivesse continuado firme mais alguns minutos não teria perdido a vida eterna”. Perante o tribunal, ela declarou-se cristã. Foi entregue aos soldados para que fosse humilhada publicamente. Mas confiando em Deus, manteve serenidade durante todo o processo. Na arena de morte, ao ver Paulo e André sofrerem o martírio, Dionísia lançou-se em direção dos jovens, desejando sofrer também a morte em nome de Cristo. Irritados com a intervenção, os soldados cortaram-lhe a cabeça. Morreu martirizada no dia 15 de maio de 250. 


Deus, nosso Pai, queremos vos pedir: não aparteis de nós o vosso olhar e não nos deixeis sucumbir ao desespero e à falta de sentido da vida. Transformai e recriai em nós um novo ser. Criai em nós o homem novo à semelhança de Jesus, nosso libertador e salvador. Libertai-nos de todos os nossos medos e temores vãos. Pelo vosso amor e pela força do vosso Espírito, ajudai-nos a lutar contra tudo aquilo que nos leva à morte. Por Cristo nosso Senhor. Amém.