Adsense Teste

sexta-feira, 6 de maio de 2016

“Junto à cruz de Jesus, estava sua mãe”(Jo 19,25)


Estimados Diocesanos! Neste domingo a mãe Igreja nos convida a celebrarmos a Solenidade da Ascensão do Senhor, isto é, o retorno de Jesus ao Pai. As separações, especialmente quando quem parte é uma pessoa amada, podem ser muito difíceis. A vontade de permanecer junto da pessoa amada faz a distância ser portadora de saudades e sofrimentos que afligem o coração de quem ama.

Neste domingo, gostaria de lembrar com carinho e afeto todas as mães, tendo presente a mãe de Jesus, “o Ressuscitado”. Mulher simples, mãe corajosa, que esteve junto à cruz acompanhando a agonia e a morte do Filho na cruz. Não disse uma palavra, mas a sua presença falava e testemunhava o amor que sentia por seu Filho. A figura de Maria me faz lembrar tantas mães do nosso tempo que veem e acompanham de perto as alegrias, os sofrimentos e os sucessos dos filhos.

Mães simples de mãos calejadas e deformadas pelo duro trabalho cotidiano, que pouco frequentaram a escola, mas formaram filhos doutores, engenheiros, advogados e professores. Penso que a maioria nunca visitou a universidade onde os filhos estudaram, mas creio que com amor e por amor estiveram sempre presentes na vida dos filhos. 

Mães que sofrem, mas expressam com amor e ternura a misericórdia de Deus, nos conflitos familiares, no ser presença junto ao filho doente, dependente químico ou encarcerado. O amor de mãe é capaz de vencer a barreira dos preconceitos para estar do lado do filho que ama, supera os limites humanos porque traz consigo a compaixão do amor divino.

Numa sociedade marcada por um forte individualismo, penso que todos nós podemos aprender muito com nossas mães sobre o amor doação. O amor que olha para a vida, que sabe estar perto de quem ama, que não tem medo de fazer renúncias para cuidar da pessoa amada. Um amor que seja humano, mas que revele gratidão por aquela que tantas vezes nos amparou nos braços e enxugou nossas lágrimas, quando ainda nem sabíamos o significado da palavra “amor”.

Que Deus Pai, fonte de amor e misericórdia, abençoe todas as mães.



Dom José Gislon
Bispo de Erexim