Adsense Teste

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Arcebispo pede para evitar “gastos escandalosos” na Primeira Comunhão

 
O Arcebispo de Sevilha, na Espanha, Dom Juan José Asenjo, incentivou os pais a moderar os gastos relacionados à Primeira Comunhão de seus filhos, porque afastam as crianças do verdadeiro sentido do Sacramento, conforme apontou no último dia 11 de maio em um encontro digital organizado pelo arcebispado andaluz.

Nesse sentido, Dom Asenjo indicou que as grandes celebrações “não o entusiasmam”, por isso recordou que durante o período que serviu como Bispo de Córdoba, aconselhou aos sacerdotes que “implantassem um uniforme único para as crianças que receberão a comunhão: uma simples túnica branca com uma cruz de madeira no pescoço”.

Além disso, apontou que nesse tempo também aconselhou a celebrar a comunhão com uma refeição simples “para as crianças e suas famílias. Às vezes as despesas são escandalosas e desviam a criança do que deveria ser seu interesse fundamental: seu primeiro encontro com Jesus”.

Trata-se de uma opinião com a qual coincide o Pe. Manuel Sánchez, delegado diocesano de Catequese, que afirmou que seria necessário “fazer um apelo à austeridade”, por isso pediu aos pais que realizem um gesto para com os mais necessitados.

“Não deveríamos nos esquecer dos pobres. Nem daqueles que estão longes ou mais próximos”, afirmou o Pe. Sánchez. Além disso, pediu às famílias que por ocasião da primeira comunhão tivessem um gesto de reconciliação entre elas, deixando para trás as brigas.

Segundo o diretório diocesano de iniciação cristã da arquidiocese de Sevilha, pretendem homogeneizar como celebram as comunhões em cada paróquia e também aprofundar na evangelização.

Entre outros temas, estabelecem que a formação para a primeira comunhão, na arquidiocese de Sevilla, durará três anos, com início na segunda série, e caso vários irmãos queiram fazer a primeira comunhão juntos, o mais velho esperará o mais novo.

Em 2014, na arquidiocese de Sevilla, 15.610 crianças receberam a primeira comunhão. Um número que aumentou nos três últimos anos, assim como o número de crismas.

Segundo dados da Federação de Usuários e Consumidores Independentes, o valor aproximado em uma primeira comunhão em Sevilha é de aproximadamente 2.000 euros.
__________________________________________
ACI Digital