Adsense Teste

terça-feira, 22 de março de 2016

Orações pela Bélgica: dezenas de mortos em ataques do Estado Islâmico.


Duas explosões consecutivas ocorreram no aeroporto de Bruxelas (Bélgica) e uma terceira foi registrada na estação de metrô de Maelbeek, no centro da capital e muito próxima aos edifícios da Comissão e Parlamento Europeu.

As duas explosões do aeroporto aconteceram por volta das 7:45 (hora local). A fiscalização belga confirmou que se trata de um ataque suicida.

Testemunhas citadas pela imprensa belga asseguraram que alguns minutos antes das explosões escutaram gritos em árabe e alguns disparos.

As explosões do metrô de Maelbeek ocorreram uma hora depois das detonações no aeroporto, por volta das 9:30 (hora local).

Segundo fontes da fiscalização, morreram aproximadamente 34 pessoas e 170 ficaram feridas. A rede de transportes foi fechada e os voos foram desviados a outros aeroportos.

As autoridades federais pediram à população para não sair de suas casas e os centros comerciais estão sendo fechados em distintos pontos da cidade. Os responsáveis pela Comissão Europeia pediram aos seus funcionários que permaneçam no interior das instalações ou que não se dirijam ao local de trabalho.

O atentado desta terça-feira ocorreu poucos dias depois que as forças de Polícia Federal belga capturaram Salah Abdelslam, considerado um dos autores materiais dos atentados de Paris no dia 13 de novembro de 2014, causando a morte de mais de 120 pessoas. Atualmente, o nível de alerta em Bruxelas foi elevado a nível 4 sobre 5, o qual indica uma “possível e provável ameaça” de ataque terrorista.

Pedidos de oração

A Conferência Episcopal da Bélgica publicou um comunicado no qual expressa a consternação dos bispos pelos ataques no aeroporto de Zaventem e no centro de Bruxelas.

Os bispos “compartilham a angústia de milhares de viajantes e suas famílias, profissionais de aviação e das equipes de resgates” ao tempo que “encomendam as vítimas às orações de todos nesta nova situação dramática”.

Os bispos recordaram que “os capelães do aeroporto estão a serviço de todos para proporcionar o apoio espiritual necessário. Desejo que todo o país possa viver estes dias com grande responsabilidade cidadã”.

Das distintas Conferências Episcopais da Europa chegaram demonstrações de apoio à população belga, assim como de rechaço aos atentados. Nesse sentido, o porta-voz da Conferência Episcopal Espanhola (CEE), Pe. José María Gil Tamayo, publicou um tuíte no qual, além de pedir orações, mostrou “o pesar e a oração pelas vítimas”.

Papa Francisco expressa sua dor pelos ataques em Bruxelas e condena violência indiscriminada

O Papa Francisco enviou um telegrama de condolências ao Arcebispo do Malines-Bruxelas, Mons. Jozef De Kesel, através do Secretário de estado Vaticano, o Cardeal Pietro Parolin, com motivo dos brutais atentados terroristas cometidos esta manhã em Bruxelas (Bélgica) que provocaram até o momento 34 mortos e dezenas de feridos.

“Ao tomar conhecimento sobre os ataques em Bruxelas, que afetam muitas pessoas, Sua Santidade o Papa Francisco confia à misericórdia de Deus às pessoas que perderam a vida e seus próximos, através da oração pela morte de seus parentes”.

O telegrama expressa a profunda solidariedade do Papa aos feridos e suas famílias e a todos os que contribuem com seu auxílio, “pedindo ao Senhor que lhes traga consolo nesta prova”.

O texto também assinala que “o Papa volta a condenar a violência indiscriminada que causa tanto sofrimento e implora a Deus o dom da paz, invocando sobre as famílias das vítimas e sobre os belgas o benefício das bênçãos divinas”.

Episcopado Europeu condena atentados na Bélgica

 

O presidente da Comissão dos Episcopados Católicos da União Europeia (COMECE), Cardeal Reinhard Marx, condenou os atentados terroristas ocorridos nesta terça-feira no aeroporto e metrô de Bruxelas, Bélgica, cidade onde está sediado o Secretariado da comissão.

Em nota divulgada no site da entidade, o Cardeal Marx expressou que esses atentados o “perturbaram profundamente” e o “encheram de tristeza”.

“Meus pensamentos e orações se dirigem neste momento aos falecidos, aos feridos e seus entes queridos”, manifestou o Cardeal alemão, recordando que “estamos na Semana Santa e este é um tempo em que rezamos com particular intensidade pelas vítimas da violência e pelas pessoas próximas a elas”.

O presidente da Comissão se disse particularmente tocado pelo ocorrido, uma vez que seus “compromissos europeus” o levam “com frequência a Bruxelas”.

Por fim, manifestou sua proximidade “à equipe do Secretariado da COMECE, sediada em Bruxelas, nesta presente situação”.

Os atentados também foram condenados pelo presidente do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), Cardeal Peter Erdo, Arcebispo de Budapeste, que assegurou suas orações às vítimas e proximidade às famílias, “diante deste ato atroz”.

“Neste momento de angústia, exorto as pessoas a não se deixarem vencer pelo medo e a rezar pela paz na Europa, no Oriente Médio e em todo o mundo”, acrescentou.

Estado Islâmico reivindica atentados de Bruxelas

 

Em um comunicado publicado na página de uma agência de notícias vinculada ao ISIS, afirmaram que “os combatentes do Estado Islâmico realizaram uma série de atentados com cintos cheios de explosivos no centro de Bruxelas, na Bélgica, país que participa da coalizão contra o Estado Islâmico”.

O texto assinala ainda que “os combatentes do Estado Islâmico abriram fogo dentro do aeroporto do Zaventern, antes de que vários deles detonassem seus cintos com explosivos, enquanto que outro fazia o mesmo em seu martírio na estação de metrô de Maelbeek”.
_______________________________________
Com informações: ACI Digital