Adsense Teste

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Deputado católico ecoa na Câmara repúdio da CNBB ao aborto


O deputado Flavinho (PSB/SP) discursou na Câmara Federal em nome dos milhões de brasileiros contrário ao assassinato de bebês no ventre de suas mães. Grupos defensores do  aborto tentam apresentar o crime como opção para as crianças microcéfalas. Flavinho embasou sua fala na nota emitida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil contra o aborto. 

“Eu venho à Tribuna da Câmara para ecoar a voz dos bispos do Brasil “, disse o deputado antes de ler a nota da CNBB que diz em um trecho: “O estado de alerta [Sobre o Zika Vírus] , contudo, não deve nos levar ao pânico, como se estivéssemos diante de uma situação invencível, apesar de sua extrema gravidade. Tampouco justifica defender o aborto para os casos de microcefalia como, lamentavelmente, propõem determinados grupos que se organizam para levar a questão ao Supremo Tribunal Federal num total desrespeito ao dom da vida”.

Ao final da leitura o deputado foi taxativo com ação permanente e oportunista dos defensores da morte. “Esses assassinos insistem em querer implementar em nosso país políticas públicas a partir deste Governo atual , que é o maior promotor para que o aborto seja implantado em nosso país através da Secretaria das Mulheres , Secretaria de Direitos Humanos e dos seus deputados que atuam nesta casa. Querem implantar o aborto no nosso Brasil”. 

Flavinho disse que esse crime não será aprovado no Brasil. “Quero dar uma boa notícia a todos esses que se alinham nestas fileiras assassinas , isso não acontecerá nesse país, ainda que se organizem como fizeram com anencefalia, querendo ir ao STF para defender o aborto de microcéfalos, como numa eugenia. Hoje é o aborto e amanhã será uma criança com Síndrome de Down?”.

Flavinho terminou sua colocação conclamando a população a se posicionar contra os “grupetos” defensores do aborto.
_______________________________________

Ancoradouro