Adsense Teste

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Terrorismo em Mali: assalto a um hotel

Policiais exibem bandeira que dizem ser de terroristas que invadiram hotel no Mali

Uma semana após os atentados que atingiram o coração de Paris, o terrorismo volta a provocar. Desta vez, a atenção voltou-se para Bamako, capital do Mali, na África. Homens armados atacaram esta manhã o Hotel Radisson, fazendo 170 pessoas como reféns: 140 clientes e 30 funcionários do hotel. A polícia estabeleceu um cordão de segurança na área.

"Aconteceu nas primeiras horas da manhã no sétimo andar: Jihadistas dispararam no corredor. O objetivo era fazer reféns", disse uma fonte de segurança. Conforme relatado por um empregado do hotel, os agressores chegaram em frente à entrada em um carro com placa do "corpo diplomático" e lançaram granadas gritando "Allah akbar". De acordo com o jornal francês Le Monde, três reféns foram mortos e um número desconhecido libertado pelas forças especiais.

O primeiro-ministro de Mali Modibo Keita e o ministro da Segurança Salif Traoré operacionalizaram uma unidade de crise. O grupo está no mesmo edifício do governo. A ideia se volta para o fundamentalismo islâmico, embora até o momento não haja qualquer informação oficial ou identidade dos atacantes ou os seus objetivos. 

Em Mali perdura uma guerra civil que em 2012 levou a um golpe. Extremistas islâmicos assumiram o controle da parte norte do país que levou a França a intervir um ano depois expulsando os grupos extremistas das cidades da região. A área, no entanto, continua a ser alvo de vários ataques. Em 7 de março, um atentado em um restaurante em Bamako causou cinco mortes, incluindo um francês e um belga.
____________________________________

ZENIT