Adsense Teste

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Extremistas hindus contra o aumento da população cristã e muçulmana


Verificar o “desequilíbrio demográfico” controlando o presumível incremento da população de cristãos e muçulmanos na Índia: com este objetivo, o grupo extremista hindu “Rashtriya Swayamsevak Sangh” , rede amplamente difundida, promotora da ideologia exclusivista do Hindutva e de numerosos atos de violência contra minorias religiosas, mobilizou seus membros acusando as minorias não-hindus de “infiltração no território indiano” e de “políticas de conversão”. Citando dados do último censo, o movimento afirma: “A cota da população de religião hinduísta que era 88% – ressalta – desceu para 83,8%, enquanto a população muçulmana que era 9,8% passou para 14,23% de 1951-2011”. 

Segundo o grupo, “o desequilíbrio demográfico causado pelo índice de crescimento das minorias religiosas em particular nas áreas de confim, pode ameaçar a unidade, a integridade e identidade do país”. Nota-se, por exemplo, que “no Estado de Arunachal Pradesh, numa só década, a população cresceu de quase 13 pontos percentuais. O crescimento não natural da população cristã em muitos distritos da nação indica a presença de um plano organizado e mirado de conversão religiosa”, afirma o RSS. Por isso, se pede ao governo para “reformular” a política nacional da população e preparar um registro nacional dos cidadãos”, dividido por religião. Os cristãos indianos temem que tais discursos possam instigar o ódio religioso e aumentar as violências contra as minorias religiosas no país.
______________________________________

News.Va