Adsense Teste

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Brasil sofreu ontem o maior ataque terrorista da sua história. E anteontem também. E hoje também.


O maior atentado terrorista da história da França desde a II Guerra Mundial, terminada há mais de 70 anos, matou na última sexta-feira 13, em Paris, 129 pessoas. Com toda a razão, este fato monstruoso deixou o mundo boquiaberto, chocado e indignado.

Se mais 14 pessoas tivessem sido assassinadas, a tragédia histórica da França teria empatado com a normalidade cotidiana do Brasil, país “pacífico” que teve em 2014 a média de 143 assassinatos dolosos por dia.

REPETINDO: EM 2014, O BRASIL TEVE A MÉDIA DE 143 ASSASSINATOS DOLOSOS POR DIA.

Um assassinato doloso é aquele em que o homicida tem a intenção de matar. Ficam excluídos da estatística, portanto, os homicídios não intencionais, que elevariam os números já estratosféricos a níveis de ultraterrorismo épico.

Em números absolutos, o Brasil ostenta o título terrorista de maior quantidade de homicídios do planeta Terra. De cada 100 assassinatos que acontecem no mundo, cerca de 13 são cometidos no Brasil. Esta informação fica mais clara quando mencionamos junto com ela as seguintes palavras: Iraque, Síria, Nigéria, Palestina, Afeganistão, Paquistão, Congo, Sudão do Sul, Líbia, Egito. 

Em 2014, o total de pessoas assassinadas dolosamente no país foi de 52.336, segundo os registros oficiais. Considerando que os dados “oficiais” dos governos no Brasil não costumam ser confiáveis nem na esfera federal, nem nas estaduais, nem nas municipais, o tamanho do terrorismo é possivelmente maior. Não fazem parte dessa contagem os 2.061 latrocínios nem as 2.368 mortes durante confrontos com a polícia militar.

Em termos de homicídios dolosos para cada 100 mil habitantes, o índice brasileiro em 2014 foi de 25,81. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que índices superiores a 10 assassinatos por 100 mil habitantes configuram “nível de epidemia”. Neste caso, o país “perde” a liderança mundial para vários outros de uma lista encabeçada por Honduras, cujo índice é de inacreditáveis 91,06 assassinatos para cada 100 mil habitantes (!). Se diante do absurdo hondurenho o nosso índice parece relativamente “baixo”, não custa observar que 25,81 é um número aproximadamente 13.100% superior ao da Inglaterra, que tem 0,2 assassinatos para cada 100 mil habitantes.

____________
Os números foram levantados a partir dos dados oficiais das Secretarias de Segurança de cada um dos 26 Estados e do Distrito Federal e atualizados em julho de 2015, de acordo com o portal G1.
_____________________________________

Aleteia