Adsense Teste

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Fátima: Visita da imagem peregrina à Síria foi adiada


O reitor do Santuário de Fátima anunciou hoje que a visita da imagem peregrina à Síria, prevista para setembro, foi adiada por motivos de segurança.

O padre Carlos Cabecinhas explica em nota de imprensa, enviada à Agência ECCLESIA, que a instituição recebeu esta quinta-feira uma “comunicação” do patriarca Gregório III, de Damasco, na qual este informa que, “por se terem agravado muito as condições em Damasco, não considera oportuno realizar-se a visita antes solicitada da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima àquela diocese”, pedindo que a visita seja adiada para uma data posterior, “mais favorável”.

“Tendo o Santuário de Fátima anunciado aos meios de comunicação social, no passado dia 12 de agosto, que estava prevista essa visita da Imagem Peregrina a Damasco, nos dias 7 a 9 de setembro deste ano de 2015, vem agora comunicar o seu adiamento”, conclui o comunicado oficial.

O patriarca Melequita Greco-Católica de Antioquia, do Oriente, de Alexandria e de Jerusalém tinha pedido que os cristãos sírios não fossem esquecidos nas orações, quando solicitou a visita da imagem ao seu país.

A 12 de julho, o Santuário de Fátima recordou os cristãos perseguidos na Síria, apresentando aos peregrinos uma oferta feita na Cova da Iria por um grupo de monjas do mosteiro cristão em Qara. 

As religiosas entregaram ao bispo de Leiria-Fátima, para oferta a Nossa Senhora de Fátima, três balas e um lenço trazidos da localidade síria de Maalula, símbolos materiais do triplo martírio perpetrado a 4 de setembro de 2013.


O testemunho do ato de martírio, assinado por três das monjas após descrição da família das vítimas, foi lido na abertura da peregrinação mensal de julho, na Capelinha das Aparições por D. António Marto, o qual apelou a que nesta peregrinação se tenham como intenções especiais a oração pela paz e os que sofrem a perseguição pela fé.
__________________________________
Agência Ecclesia