Adsense Teste

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Falsos profetas e pastores


Evangelho segundo São Mateus (Mt) 7, 15-20

(15) Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores.

(16) Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos?

(17) Toda árvore boa dá bons frutos, toda árvore má dá maus frutos.

(18) Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má, bons frutos.

(19) Toda árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo.

(20) Pelos seus frutos os conhecereis.

Meus queridos irmãos e irmãs, existe um mal que sempre ameaçou os rebanhos do Senhor. Esse também foi um tema muito trabalhado pelos primeiros padres da Igreja. Vemos em seus escritos que eles constantemente voltam para esse mesmo tema, o tema dos falsos profetas.

Aqueles que, exteriormente, trazem todos os sinais que dizem que vieram em nome do Senhor, ou falam em nome do Senhor, que ensinam o caminho da salvação, porém, ao contrário, são aqueles que levam o rebanho de Deus para a perdição.

Esse é um perigo que nós também,. constantemente, somos ameaçados hoje em dia. Acho que nunca falou-se tanto de Jesus Cristo, tanto de Deus, tanto da palavra de Deus, como se fala hoje em dia. Em vários lugares, em vários canais, várias igrejinhas, igrejonas, igrejolas, em todos os lugares se ouve falar de Jesus Cristo.

Agora, como vamos saber se aquele caminho realmente nos leva à salvação? Porque essa é a nossa intenção, essa deve ser a nossa preocupação, de seguir um caminho que nos leva à vida.

Em primeiro lugar, o que devemos olhar com muito cuidado é se realmente aqueles, que falam e trazem os signos religiosos, falam realmente a palavra de Jesus Cristo. Qual é a segurança que temos de que o ensinamento de um grupo ou de certa pessoa nos dá seja realmente o ensinamento que veio de Jesus?

Pois o que nos dá essa segurança é a segurança daqueles que vieram transmitindo pela tradição o que Jesus Cristo disse. Não é simplesmente ler a palavra de Deus e interpretá-la segundo o que eu acho, o que eu penso, o que eu quero. Mas é ler a palavra de Deus e interpretá-la no mesmo espírito com o qual ela foi escrita, no mesmo lugar onde foi escrita e para o que foi feita. Podemos pegar e pinçar várias palavras da escritura e interpretá-las de acordo com a minha vontade. Só que isso não me leva a Deus, o que me leva a Deus é interpretar a sagrada escritura no mesmo espírito de Jesus; esse é o primeiro critério.

Outro critério que o Senhor nos dá é a própria vida. Isso podemos ver com facilidade: "pelos frutos os conhecereis". É muito fácil nos escondermos atrás de signos religiosos, atrás de uma roupa bonita, de um crucifixo, mas na verdade não queremos viver essa palavra que o Senhor tem para nós, essa vida nova no Espírito que Jesus Cristo veio nos trazer. Os verdadeiros pastores são aqueles que não simplesmente falam a palavra de Deus, não simplesmente mostram o caminho, mas são aqueles que guiam-se e trilham o caminho de Jesus. É pela vida, é pelos frutos, que conheceremos aqueles que realmente seguem a vontade do Senhor e fazem a Sua vontade.

Muitas vezes nós queremos usar as palavras de Deus para o nosso próprio proveito.

Sejamos nós não simplesmente aqueles que portam a palavra, mas aqueles que a vivem e fazem da sua vida a verdadeira proclamação do evangelho.

Jesus Cristo não escreveu nada, quem escreveu foram seus apóstolos. Se permanecermos na doutrina dos apóstolos, permaneceremos também na doutrina de Jesus.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.


Padre José Ruy
______________________________________

Católicos Online