Adsense Teste

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Cuidar da Criação


Os últimos dias de agosto e os primeiros dias de setembro nos brindam com várias comemorações que provocam o aprofundamento do compromisso de cristãos com a obra da criação. A mais recente comemoração, introduzida pelo Papa Francisco, é o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, marcado para 1º de setembro. Na justificativa, o Papa repete que “viver a vocação de guardiões da obra de Deus não é algo de opcional nem um aspecto secundário da experiência cristã, mas parte essencial duma existência virtuosa” (Laudato Si, n. 217). E, como cristãos, “antes de tudo, devemos buscar no nosso rico patrimônio espiritual as motivações que alimentam a paixão pelo cuidado da criação, lembrando sempre que para aqueles que crêem em Jesus Cristo a espiritualidade não está desligada do próprio corpo nem da natureza ou das realidades deste mundo, mas vive com elas e nelas, em comunhão com tudo o que nos rodeia” (LS, n. 216).

Além do Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, comemoramos no dia 28 de agosto o Dia Nacional do Voluntariado e no dia 29 o Dia Nacional de Combate ao Fumo.

O Dia do Voluntariado serve como chamado a deixarmos de lado o nosso comodismo e nos associarmos às inúmeras pessoas que realizam trabalhos voluntários e gratuitos em benefício dos necessitados. Muitos dos trabalhos que são feitos nas nossas comunidades não poderiam ser tocados em frente se não houvesse pessoas que, voluntariamente, os realizam. A título de exemplo cito a catequese, as celebrações, o serviço da caridade e os conselhos administrativos. Muitas entidades assistenciais, educativas e recreativas, e muitos conselhos de direito e associações não funcionariam sem os voluntários. 

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, faz um alerta sobre os malefícios desta cultura e dos perigos a que se submetem os fumantes. Reconhecemos a importância do fumo para a nossa região, mas não podemos nos furtar em alertar os governantes e os agricultores a buscarem alternativas. Como Igreja, fazemos um ensaio com o Seminário de Alternativas à Cultura do Fumo, cuja 25ª edição foi realizada no dia 15 de agosto, em Santa Maria. Propomos que, em vez de plantar fumo, os agricultores plantem alimentos e os governos organizem a estrutura para sua comercialização. Junto a isso, incentivamos nossos fiéis a evitarem em fumar, uma vez que os prejuízos à saúde são bem conhecidos.

Reforço o convite a nos unirmos no cuidado da criação, que implica também em produzir alimentos saudáveis e reduzir o plantio do fumo. Com o Papa Francisco “invoco a intercessão da Mãe de Deus, Maria Santíssima, e de São Francisco de Assis, cujo Cântico das Criaturas inspira tantos homens e mulheres de boa vontade a viver no louvor do Criador e no respeito pela Criação”.


Dom Canísio Klaus

Bispo de Santa Cruz do Sul (RS)